Canal 1

Expectativa

Expectativa
Crédito da foto: Divulgação

Flávio Ricco, com colaboração de José Carlos Nery

“Estamos todos muito ansiosos para a volta das gravações de ‘Amor de mãe’. Existe uma grande chance de voltarmos em julho”, diz Ana Flávia Cavalcanti, intérprete da delegada Miriam, à coluna. “Mas isso depende muito de como a pandemia irá evoluir e de como a população irá respeitar as medidas de isolamento social.”

Já sobre a abordagem da pandemia na trama de “Amor de mãe”, Ana Flávia diz que “é importante, para a discussão das medidas de segurança recomendadas pela OMS. E também pelo fato de que só assim poderemos retomar as gravações, trazendo a pandemia e seus desdobramentos para dentro da narrativa”.

‘Amigos’ e Roberto Carlos estão garantidos na grade de fim de ano da Globo

Apesar dos estragos provocados pelo novo coronavírus na programação de todas as emissoras de televisão, muitas decisões estão sendo tomadas em relação à grade de fim de ano. Como de costume, a Globo sai na frente de suas concorrentes e define a presença de “Amigos” e o “Roberto Carlos especial”.

Depois de 20 anos de ausência, Leonardo, Chitãozinho e Xororó e Zezé Di Camargo e Luciano conseguiram promover a volta do programa em 2019, com o subtítulo “A história continua”, mas não havia uma certeza se a história continuaria de fato. Na Globo. Mas vai, certamente seguindo uma série de protocolos e sem um outro nome no espaço que pertenceu a Leandro, morto em 1998.

Leia mais  Iris Abravanel chega há 14 anos à frente das novelas do SBT

O especial do Rei, por sua vez, já é uma tradição na programação da emissora há vários anos. Difícil não imaginar ele nas noites de dezembro.

Mas fica a expectativa sobre as mudanças ou adaptações que esses especiais sofrerão. Afinal, gravações em estádios ou estúdios lotados devem se tornar coisa do passado. As TVs, todas elas, estão diante de uma nova realidade.

O retorno – Reinaldo Gottino reassume o comando do “Balanço geral SP”. A data de reestreia ainda será definida. “Geraldo Luís, atualmente afastado do ‘Balanço geral SP’ em razão da pandemia, comandará, quando for possível o seu retorno, um novo projeto noturno”, diz a Record em nota.

Vai esperar – O filme “O traidor”, de Marco Bellocchio, não vai para o streaming, como chegou a ser cogitado. Seus responsáveis decidiram aguardar o fim da pandemia para o lançamento nos principais cinemas do Brasil.

Leia mais  Novas mudanças são cogitadas no jornalismo da Globo

Coprodução – Uma parceria entre Itália, Brasil, Alemanha e França, “O traidor” é baseado na história real do mafioso italiano Tommaso Buscetta (1928 -2000), o primeiro do alto escalão da organização criminosa siciliana Cosa Nostra a delatar seus comparsas à justiça no caso conhecido como Maxi-Processo. Traz Pierfrancesco Favino no papel de Buscetta, Maria Fernanda Cândido como a esposa brasileira do mafioso e Fausto Alesi como o intérprete do juiz Giovanni Falcone.

Não mexe – A exemplo das novelas, o pessoal de séries na Globo também recebeu ordens para não mudar o visual. Rodrigo Lombardi, protagonista em “O anjo de Hamburgo”, confirma a informação. Ele tem sido visto até com uma tiara para prender o cabelo.

TV paga – A Nickelodeon alcançou a primeira posição em audiência entre os dias 4 e 10 de maio, no público 4-11 anos, considerando todos os canais da TV paga. As séries live action “Henry Danger”, “Game Shakers” e “The Thundermans” foram responsáveis por dar a liderança ao canal.

E mais – Além disso, entre os dias 13 de abril a 12 de maio, a Nickelodeon se manteve em segundo lugar. Desde o começo da quarentena, o canal apresenta crescimento em audiência: 28%(4-11 anos), acima inclusive de concorrentes como Cartoon Network, Discovery Kids e Gloob, no mesmo período.

Comentários