Canal 1

Duração

Duração
Crédito da foto: Zé Paulo Cardeal / Tv Globo

Flávo Ricco, com colaboração de José Carlos Nery

O horário do “Hora 1”, como já noticiado, pesou muito na decisão de Monalisa Perrone em trocar a Globo pela CNN Brasil. Porém, outro fator teve um peso importante: a duração de contrato. Em busca de estabilidade, ela pediu um vínculo de quatro anos e foi prontamente atendida.

As misturanças que existem entre a política e o futebol

A troca do treinador do Palmeiras, demissão de Luiz Felipe Scolari e a contratação de Mano Menezes, foi um assunto frequente nos programas esportivos em toda essa semana. Nada foi tão falado e discutido. Talvez porque aquele que chega, ainda não tem toda a torcida a favor, e o que saiu, há bem poucos dias, foi carregado nos braços, inclusive pelo presidente Bolsonaro.

Aliás, nem sei se ele deu algum palpite nessa troca. Presidente entrar em campo e se meter em assuntos do futebol, não chega a ser nenhuma novidade.

Um caso que entrou para a história foi o de 1970, quando o então presidente da República, general Emílio Garrastazzu Médici, disse que gostaria de ver Dario Maravilha na seleção.

Leia mais  Melhor desempenho da CNN Brasil ainda precisa de ajustes

João Saldanha, técnico e contrário àquilo tudo, ao saber, respondeu de bate-pronto: “Nem eu escalo o ministério, nem o presidente escala o time”.

Aos costumes da época, o “João sem medo” perdeu o emprego duas semanas depois. E a primeira coisa que seu substituto, Zagallo, fez, foi convocar o atacante Dario, que acabou campeão do mundo sem entrar em campo.

Em produção – Fabrício Boliveira continua muito disputado pelo cinema. Depois de “Simonal”, ele vem aí com “Breve miragem de sol”, no papel de Paulo, um desempregado e recém-divorciado que sai com seu táxi pelas noites do Rio de Janeiro e se envolve nas histórias de alguns passageiros.

Não tem isso – Apesar dos tantos nomes especulados ou chutados, ninguém foi convidado para assumir a apresentação do “Jornal da noite” na Band. Por enquanto, como já foi informado por aqui, Sérgio Gabriel vai continuar e pronto.

Leia mais  Globo cria personagem para falar mal do 'Zorra'

Do trabalho – Silvio Santos tem procurado manter seu ritmo de trabalho no SBT, com gravações — dia sim, dia não, além de sempre se colocar à frente das principais questões. E não pensa em alterar essa rotina, entre elas diminuir a duração do seu programa semanal,

Independência – O jornalista Willian Corrêa agora tem seu próprio canal no YouTube, o “Antenados América”, um espaço independente, segundo ele, para a reflexão de temas relevantes e relacionados com o cotidiano das pessoas. Toda quinta-feira é postado um vídeo diferente.

Craque – Claudio Zaidan vai entrar para o time titular do jornal “Gente”, das 9h às 10h da manhã, na rádio Bandeirantes. Zaidan, meio que redundância repetir, é um dos profissionais mais respeitados deste meio.

Previsão – O diretor Carlos Araújo trabalha com a possibilidade de estrear “Éramos seis”, dia 30 de setembro, em substituição a “Órfãos da terra”, pelo menos com 20 capítulos fechados. Ou até mais que isso. É a folga que a dramaturgia da Globo, daqui em diante, espera trabalhar.

Leia mais  Canais de filmes da TV por assinatura estão no limite

Vou ali – Val Marchiori se desligou do “Tricotando” da Rede TV!. A decisão, comunicada ao diretor Ricardo de Barros, foi determinada por compromissos particulares e outros, profissionais, em Portugal. A porta ficou aberta para uma possível volta lá na frente.

Especulação – Após ser anunciada a saída de Marcelo Parada da direção comercial do SBT — ele fica no cargo até o final do mês, começaram a surgir especulações sobre o seu substituto. Guilherme Stoliar, hoje na presidência do Grupo Silvio Santos, aparece entre os mais votados.

Comentários