Canal 1

Chegada da CNN abre boas perspectivas para o mercado

O canal de notícias norte-americano irá se juntar à GloboNews e BandNews

Por Flávio Ricco, com colaboração de José Carlos Nery

A CNN vai inaugurar uma redação no Brasil. Crédito da foto: Divulgação

Numa TV paga cheia de problemas e com programações que deixam muito a desejar, a chegada de um novo canal de notícias, por tudo que virá representar, tem que ser recebida da forma mais simpática possível. Em boa hora a CNN Brasil irá se juntar à GloboNews e BandNews. Público para isso existe, e tem de sobra.

Num instante em que a televisão foi tomada de assalto por pessoas estranhas ao meio, com concessionários das mais diferentes bandeiras ocupando programações inteiras e desempregando milhares de profissionais, a chegada de um canal de jornalismo só pode ser louvada e incentivada.

Evidente que entre o anúncio oficial da última segunda-feira e o início das suas operações, muitas providências ainda terão que ser tomadas, mas só o que já existe como perspectiva de um nivelamento por cima, faz por merecer de todo o mercado a melhor das acolhidas.

Leia mais  Vice da Band vê ‘projeto político’ por trás da criação da CNN Brasil

Muito trabalho

Passa a ser um desafio, e um desafio muito grande, colocar a CNN Brasil no ar ainda este ano. Isto irá exigir a montagem de uma emissora inteira, com todos os setores que são essenciais e indispensáveis, em tempo recorde.

Meio caminho andado

Caberá à Turner cuidar e negociar a distribuição da CNN brasileira junto as operadoras. Mas será esta a sua única atribuição. Todas as demais ficarão sob a responsabilidade da empresa constituída por Douglas Tavolaro e pelo empresário Rubens Menin.

Tem uma história

Em 2015, existiu início de uma negociação da CNN com a Rede TV!, via Amilcare Dallevo, Marcelo de Carvalho e Franz Vacek, para a instalação do canal brasileiro. Foram meses e meses de tratativas. Mas que não avançou por questões contratuais

E na ocasião…

Se especulou a possibilidade de alguma coisa ser acertada com a Record. Algo, no entanto, imediatamente desmentido pelos americanos pelo desalinhamento editorial das duas empresas. No meio de tudo, a questão da igreja.

O que é a vida

Em todo esse vai e vem, a CNN brasileira agora está em vias de se tornar realidade. E por obra do destino será conduzida por alguém que saiu da Record e até poucos dias ocupava um dos seus cargos mais importantes.

Leia mais  Clima de Carnaval

Tropa de choque

Alguns nomes da área digital da Record estão cotados para acompanhar Antônio Guerreiro no comando do Jornalismo. Pessoas de confiança. Casos de Alessandro Malerba e Leonardo Siegl.

Sentido inverso

Ontem, nos corredores da Record, já rolavam comentários sobre nomes que poderão acompanhar Douglas Tavolaro na CNN Brasil. Entre os citados ou mais próximos, Thiago Contreira, Leandro Cipolini e Virgílio Abranches.

Primeiras cenas

A partir de quinta-feira, Giselle Batista poderá ser vista em “Malhação – Vidas Brasileiras” como Raíssa, uma fisioterapeuta do Centro de treinamento de futebol, onde Santiago (Giovanni Dopico) começa a treinar. Na trama, ela é confidente do jovem, que passa a sofrer assédio por parte do treinador Bryan (Diogo Monteiro).

Giselle Batista vai interpretar Raíssa em Malhação. Crédito da foto: Globo/ Estevam Avellar

Você sabia?

Tatá Werneck tentou a participação da Xuxa na gravação da última temporada do “Lady night”. O convite até foi feito e aceito. Só que a Record não liberou.

Leia mais  Amaury

A propósito

Ontem, o diretor de realities da Record, Rodrigo Carelli, promoveu a primeira reunião com a equipe do “The four”, novo formato da Xuxa. E já com ela presente, de volta das férias.

Sete

Lu Moraes, caracterizadora de “Verão 90”, a próxima das sete na Globo, se inspirou no visual das atrizes da série americana “Friends” para compor os cabelos e as maquiagens das personagens da novela. Manuzita (Isabelle Drummond), por exemplo, tem características da Rachel, de Jeniffer Aniston.

Comentários