Canal 1

Cenas fortes

Cenas fortes
Crédito da foto: Estevam Avellar / Tv Globo

Flávio Ricco, com colaboração de José Carlos Nery

Viétia Zangrandi, que interpreta Nívea, na edição especial de “Novo mundo”, comenta uma passagem marcante da novela, em parceria com Gabriel Braga Nunes, o Thomas.

“Foi um desafio fazer as cenas, onde Thomas tenta matar minha personagem. Nós realmente gravamos em um penhasco. São cenas fortes e com emoção e gravamos bem no limite.” Havia, claro, toda uma equipe especializada no local, ligada em tudo.

Ibope tornou-se insuficiente na medição do desempenho dos programas

No podcast #UOL Vê TV, sempre na alegre companhia de Débora Miranda, Chico Barney e Maurício Stycer, um dos assuntos abordados foi o enorme barulho causado pelo último “Roda viva”, que teve Felipe Neto como convidado.

Primeiro, um detalhe: é muito bom verificar como esse programa meio que ressurgiu das cinzas. Em julho do ano passado, a partir do instante em que Daniela Lima assumiu a sua apresentação e desde janeiro sob o comando de Vera Magalhães, duas competentes jornalistas, o programa pegou um embalo completamente diferente. Voltou aos seus bons tempos, sempre recebendo convidados bem interessantes. Felipe Neto, segunda passada, entre eles.

Leia mais  ‘Vencendo juntos’

E a questão colocada no podcast foi a repercussão da sua entrevista, tanto no momento em que ela estava no ar como depois e até no dia seguinte.

Vai daí que não tem mais nada a ver medir o desempenho de qualquer programa só pelo que os números do Ibope friamente indicam. Isso, nos tempos atuais, com tantas outras ferramentas à disposição, tornou-se completamente injusto. Está muito longe de corresponder à realidade. O sucesso deste último “Roda viva” é só mais uma prova, provada.

Olha só – Apenas para arredondar esse assunto: o último “Roda viva”, de acordo com o Ibope, deu 1,2 de média. Mas ficou no topo do Twitter durante a sua exibição e até agora está sendo buscado no YouTube.

Estilo MasterChef – A ideia da Record para o “Made in Japão”, gravado entre janeiro e fevereiro, é fazer o anúncio do vencedor “ao vivo” — algo na linha do que a Band tem feito com o “MasterChef”. A informação foi dada por Sabrina Sato em uma live na última terça-feira.

Leia mais  Programa do Bial mostra como fazer boa televisão com maior simplicidade

Vale recordar – A direção da Record, quando resolveu acabar com o “Domingo show”, informou que o quadro “Made in Japão” seria transformado em programa, com exibições na noite de sábados. Só não avisou quando. E meio que ficou nisso.

Por acaso – Numa dessas coincidências da vida, quinta-feira passada, no mesmo dia em que esta santa coluna tocou do assunto, a Record resolveu anunciar a exibição do programa. Finalmente, aquele que ganhou, mas ainda não levou o prêmio de R$ 500 mil, vai colocar esse dinheiro na conta.

Reprises – A Band diz que “em breve” vai exibir reprises de outros esportes no “Você torceu aqui”. Domingo que vem, às 14h, ainda com futebol, será a vez de São Paulo e Corinthians, decisão do campeonato paulista em 1998. Narração de Luciano do Valle e comentários de Rivellino.

Má fase – Muito em função das medidas que estão sendo tomadas, com mudanças na programação sem qualquer estudo, o SBT está desabando no Ibope. Na terça-feira, o “Cidade alerta”, da Record, entre o final da tarde e começo de noite, fechou com 14 de média, contra 5 do SBT e Band.

Leia mais  Emoção

Olha que louco – No auge da quarentena, o número de ligados na faixa da manhã chegou a 55 pontos. Ontem, 11h, não passou de 34. E com feriado em São Paulo. Onde estavam essas pessoas?

Comentários