Buscar no Cruzeiro

Buscar

Treinamento dos mesários será feito de modo virtual

24 de Setembro de 2020 às 10:22

Votação em primeiro turno ocorrerá no dia 15 de novembro. Crédito da Foto: Divulgação / TSE

Devido à pandemia de Covid-19, o treinamento dos mesários que atuarão nas eleições em novembro será realizado a distância. Neste ano, o cidadão não precisou comparecer ao cartório para confirmar a convocação, medida que foi feita diretamente no site do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP). As zonas eleitorais do Estado de São Paulo enviaram as convocações por WhatsApp, e-mails e cartas ao eleitor . Em Sorocaba, a estimativa é de que seis mil eleitores atuem como voluntários nas eleições de 2020.

Nas comunicações, cada zona eleitoral informa o cidadão o modo como será feito o treinamento: no Portal de Educação a Distância do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ou por meio de aplicativo da Justiça Eleitoral, baixado nas lojas virtuais App Store e Google Play. Como toda tecnologia, o aplicativo pode apresentar desafios no início, mas é constantemente atualizado e tem se mostrado uma ferramenta muito útil ao usuário.

É importante esclarecer que nenhum site está credenciado a oferecer a venda de curso aos mesários que vão atuar nas eleições municipais deste ano. Todos os mesários são treinados gratuitamente em plataforma digital oficial da Justiça Eleitoral e somente os cartórios eleitorais são responsáveis por essa comunicação com os colaboradores.

Certificado

A realização do treinamento pelo mesário que atuará nas eleições equivale a um dia de convocação, o que dá direito a dois dias de folga, nos termos do artigo 98 da Lei nº 9.504/1997 (Lei das Eleições).

O certificado de participação em treinamento e a declaração dos dias trabalhados na eleição são fornecidos pelo cartório eleitoral e estarão disponíveis também no site do TRE-SP.

Em caso de dúvidas, o eleitor pode entrar em contato por e-mail com a zona eleitoral onde é inscrito. O e-mail é [email protected] Se for a 1ª ZE, por exemplo, basta enviar para [email protected]

Plano de Segurança

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) elaborou um Plano de Segurança Sanitária para as Eleições Municipais de 2020 com consultoria sanitária gratuita formada por especialistas da Fiocruz e dos hospitais Sírio Libanês e Albert Einstein. A votação ocorrerá no dia 15 de novembro, em primeiro turno, e no dia 29 do mesmo mês, em segundo turno, onde houver.

Conforme o protocolo, todas as seções eleitorais terão álcool em gel para limpeza das mãos dos eleitores antes e depois da votação, e os mesários receberão máscaras, face shield (protetor facial) e álcool em gel para proteção individual. Cartazes serão afixados com os procedimentos a serem adotados por todos. Os materiais foram doados ao TSE por importantes empresas e entidades brasileiras, evitando custo ao erário num momento em que o foco do poder público é combater a pandemia.

Além da máscara, se possível, cada eleitor deve levar sua própria caneta para assinar o caderno de votação e levar anotados os nomes e números dos candidatos (a “cola eleitoral”) para votar o mais rápido possível. A Justiça Eleitoral orienta que, de preferência, o eleitor não leve crianças nem acompanhantes para o local de votação.

Uma importante novidade é que, neste ano, o tempo de votação foi ampliado em uma hora e começará mais cedo: o horário será das 7h às 17h. Porém, o horário das 7h às 10h é preferencial para maiores de 60 anos. Os demais eleitores não serão proibidos de votar neste horário, mas devem, se possível, comparecer a partir das 10h, respeitando a preferência.

Para garantir maior segurança ao eleitor, nos locais de votação, o uso de máscara será obrigatório, e o eleitor será orientado a manter uma distância mínima de um metro de outras pessoas e evitar qualquer contato físico. Não será permitido se alimentar, beber ou fazer qualquer atividade que exija a retirada da máscara. (Da Redação)