Brasil Covid-19

Região de Sorocaba regride para a fase laranja do Plano SP

No caso da vacinação, Sorocaba terá imunização para idosos a partir de 83 anos neste sábado (27)
Região de Sorocaba regride para fase laranja do Plano SP. Crédito da foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

As 48 cidades do Departamento Regional de Saúde (DRS-16) de Sorocaba regrediram para a fase 2 (laranja) do Plano São Paulo. O governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou as decisões nesta sexta-feira (26), durante a 23ª reclassificação do plano, em coletiva no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo estadual, na capital paulista. As mudanças ocorrem após o agravamento da pandemia de Covid-19 no Estado. As determinações passam a valer a partir do dia 1º de março.

Além de Sorocaba, outras cinco regiões do Estado recuaram no plano. Grande São Paulo, Campinas e Registro estão na fase laranja. As regiões de Marília e Ribeirão Preto regrediram da fase laranja para a vermelha, a mais restritiva. Somente a região de Piracicaba apresentou melhoras significativas e progrediu da fase laranja para a amarela. Com as essas mudanças, 76% da população está em áreas enquadradas na fase laranja e 15% na vermelha. O restante do Estado permaneceu estável, segundo o governo estadual. A ocupação média de leitos na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da região de Sorocaba atingiu 73,2%, de acordo com a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen.

Um decreto publicado nesta sexta-feira, no Diário Oficial do Estado de São Paulo, autoriza e regulamenta fiscalização de aglomerações. O documento concede à Polícia Militar (PM) e Polícia Civil, portanto, à Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP), assim como à Vigilância Sanitária e ao Procon-SP, todas as condições de uma força tarefa para fiscalizar e multar promotores de atividades que gerem aglomeração e atuar, se necessário e em caso de resistência, com a prisão daqueles que desrespeitarem o toque de restrição do Estado. O toque de restrição entre 23h e 5h da manhã vai até o dia 14 de março e pode ter sua duração estendida, conforme a avaliação do Centro de Contingência de Coronavírus.

Leia mais  Sorocaba confirma mais 525 casos de Covid-19 neste domingo

Vacinação

Além da regressão, também foi anunciada a antecipação da imunização para idosos de 80 a 84 anos que, anteriormente, estava prevista para o dia 1º de março. Agora, em algumas cidades do Estado,  a vacinação acontecerá neste sábado (27). Nesta data, por exemplo, Sorocaba irá vacinar idosos a partir de 83 anos, devido à quantidade de vacinas recebidas pelo município. No Estado, a a expectativa é a de que 563 mil pessoas do público alvo recebam as aplicação das doses. Pelo plano estadual, na quarta-feira (3) está prevista o início da imunização para para idosos de 77 a 79 anos, com estimativa de atender 430 mil pessoas. Mas na prática isso vai depender de cidade para cidade. No total, cerca de 2, 3 milhões de doses já foram aplicadas. A informação foi confirmada pela coordenadora de Controle de Doenças da Secretaria de Estado da Saúde, Regiane de Paula.

A coordenadora informou, ainda, que o governo estadual envia as doses da vacina CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório SinoVac em parceria com o Instituto Butantan, a todos os municípios paulistas para que a imunização da população seja garantida. “A partir de agora, estaremos trabalhando novas frentes para a D1 [1ª dose], assim como a frente da D2 [2ª dose], em 28 dias, para completar o esquema vacinal” completa Regiane.

Leia mais  Uma novidade para gestantes cegas

Mudanças

No caso de Sorocaba, com a regressão para a fase laranja do Plano São Paulo, a partir do dia 1º será permitido as atividades de todos os setores de comércio, desde que o funcionamento diário seja de, no máximo, 8h por dia; que atue com no máximo 40% de ocupação e respeite o atendimento presencial entre 6h e 20h (mas no máximo 8h por dia). As lojas de conveniência poderão vender bebidas alcoólicas somente até às 20h. Parques estaduais poderão abrir normalmente. Atividades culturais, como cinema e teatro, também podem funcionar. Eventos que geram aglomerações, como festas, shows e baladas, continuam proibidos nesta fase. (Wilma Antunes)

 

 

 

Comentários