Brasil

Presidente do PSL diz que partido não descarta fazer campanha sem Bolsonaro

Bolsonaro ficará em repouso pelo período que os médicos disserem necessário
Partido não descarta fazer campanha sem o candidato Jair Bolsonaro. Foto: AFP

O deputado Major Olímpio, presidente do PSL em São Paulo, disse que o partido não descarta fazer campanha sem o candidato Jair Bolsonaro, esfaqueado na última quinta durante ato em Juiz de Fora (MG), mas que eles não estão discutindo neste momento qualquer agendamento de campanha. “Não acredito que haja dificuldade do prosseguimento da campanha do Jair Bolsonaro”, disse.

“Vamos fazer um esforço redobrado para levar o nome do Jair Bolsonaro para buscar uma vitória no primeiro turno, que é a nossa intenção verdadeira”, completou. Segundo ele, no entanto, Bolsonaro ficará em repouso pelo período que os médicos disserem necessário. “Não é o calendário eleitoral que vai definir isso”, declarou.

Em frente ao hospital Albert Einstein, Major Olímpio disse que o estado de Bolsonaro “é bom”. “Logicamente diante da gravidade do quadro, há a necessidade de uma expectativa de pelo menos 48 horas de avaliações”, disse. Segundo ele, somente a mulher e os filhos do candidato terão acesso à área de UTI, onde Bolsonaro está.
Olímpio disse ter brincado com Bolsonaro nesta manhã e que o candidato respondeu com um sinal de “positivo”. (Isabel Fleck e Joelmir Tavares, Folhapress)

 

 

 

Comentários