Brasil Covid-19

Por vacinação, Lira pede ajuda à China

Por vacinação, Lira pede ajuda à China
O presidente da Câmara, Arthur Lira. Crédito da foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), decidiu abrir um canal de direto com o governo chinês para pedir “um olhar amigo, humano, solidário” em prol da vacinação em massa de brasileiros. Em carta ao embaixador da China no País, Yang Wanming, Lira lembra que “o governo brasileiro não é apenas o Executivo, mas também o Legislativo e o Judiciário” e destaca que as relações entre as duas nações “nunca foram nem poderão ser afetadas pelas circunstâncias, pelas ideologias, pelos individualismos”.

Ao longo da gestão Bolsonaro, o governo e os filhos do presidente vêm colecionando ataques e ofensas a autoridades do país asiático. Em janeiro, insumos farmacêuticos para a produção de vacinas contra a Covid-19 ficaram presos na China por problemas diplomáticos. Com a falta de interlocução oficial do chanceler brasileiro com os chineses, outros agentes do governo e também o Congresso entraram em campo para abrir diálogo e resolver os impasses.

Nesta segunda-feira, 8, Lira e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, discutiram com os governadores brasileiros uma estratégia de enfrentamento ao recrudescimento da Covid-19 no País. Entre as demandas dos chefes estaduais está a criação de uma frente que possa decidir sobre os rumos da imunização contra a doença sem depender da ação do governo federal e do presidente Jair Bolsonaro, criticada por membros deste grupo como aquém do necessário para o momento.

Leia mais  Covid-19: pessoas já infectadas devem esperar um mês antes de vacinar

Na mensagem, Lira ressalta que o Brasil passa por um momento de “grande angústia”. Já são mais de 265 mil mortes no País decorrentes da Covid-19. “Faço esse apelo para que salvemos vidas de brasileiros, brasileiros que alimentam e salvam vidas de chineses com nossa produção agrícola”, disse. “Se nós não vacinarmos em massa a população brasileira, não sairemos dessa situação grave da pandemia. É importante que tenhamos acesso a todas as vacinas produzidas no mundo. Em nome da Câmara, eu reafirmo este apelo, e que nós encontremos bilateralmente uma solução mais rápida para dar essa resposta ao Povo brasileiro”. (Pedro Caramuru e Luci Ribeiro – Estadão Conteúdo)

Comentários