Brasil

Morte de capitão Adriano tem nova versão

Morte de capitão Adriano tem nova versão
“Capitão Adriano”, como era conhecido. Crédito da foto: Divulgação / Polícia Civil do Rio

Laudos feitos por peritos do Ministério Público (MP) da Bahia e do Rio questionam a versão de que o miliciano Adriano Magalhães da Nóbrega, o capitão Adriano, foi morto após reagir à bala à prisão, no interior baiano, em fevereiro de 2020. Segundo essa versão oficial, o ex-PM, que era suspeito de ligações com um “consórcio” de matadores de aluguel e uma milícia na zona oeste carioca, teria respondido com sete tiros à ordem para se render. Foi, então, abatido por dois disparos por policiais militares. Baseado em duas necropsias, o resultado da análise concluiu que o acusado de chefiar o Escritório do Crime morreu em confronto. (Estadão Conteúdo)

Comentários