Brasil

Ministro responde a pedidos de correção de notas e solicita nova análise

Um usuário enviou uma mensagem a Weintraub neste sábado pedindo a revisão da prova de sua filha
MEC demite secretário que cuidava de autorização de faculdades privadas
Abraham Weintraub é o titular do Ministério da Educação. Crédito da foto: Gabriel Jabur / MEC (16/10/2019)

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, usou sua conta no Twitter para responder diretamente a usuários da rede social sobre possíveis erros de correção nas provas no Exame Nacional do Ensino Médio. Ele chegou a dizer que pediria ao presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela realização do exame, nova análise de um dos casos.

Um usuário enviou uma mensagem ao ministro neste sábado pedindo a revisão da prova de sua filha. “Minha filha tem certeza que a prova do Enem dela não teve a correção adequada e que ela foi prejudicada. E agora? A Inês é morta? O Sisu Sistema de Seleção Unificada termina amanhã”, escreveu o internauta, identificado como Carlos Santanna, que também divulgou o número de inscrição de sua filha.

Weintraub respondeu com um print de uma conversa por WhatsApp com uma pessoa identificada como “Alê” – o nome do presidente do Inep é Alexandre Lopes. O ministro pediu, nessa conversa, a revisão da prova da filha do internauta.

“Ministro, a participante teve a prova corrigida corretamente. Tudo confere. Fez a prova em Ribeirão Preto/SP. Conferido com a aplicadora. Não houve erro de associação no caso dela”, responde o interlocutor, segundo a imagem divulgada pelo ministro.

Nas demais respostas ao tuíte de Weintraub, internautas reclamaram de não terem tido o mesmo “atendimento personalizado”. Já outros elogiaram a atitude do ministro. (Estadão Conteúdo)

Comentários