Brasil

Ministério Público vai apurar vazamento de dados de clientes da C&A

As informações vazadas seriam relativas a compras com vale-presente

 

As informações vazadas seriam relativas a compras com vale-presente. Crédito da foto: Arquivo JCS/ Luiz Setti

 

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) abriu inquérito para apurar o possível vazamento de dados de 2 milhões de clientes da cadeia de lojas de varejo C&A. As informações são da Agência Brasil.

Segundo a portaria, de autoria da Comissão de Proteção de Dados Pessoais do órgão, o objetivo é acompanhar as consequências da exposição indevida dos dados. A denúncia se baseia em suposto vazamento noticiado por sites especializados de tecnologia. Segundo relatos de um hacker, dados de 2 milhões de pessoas teriam sido divulgados de maneira não autorizada.

As informações vazadas seriam relativas a compras com vale-presente. Entre os dados vazados estariam número do cartão de crédito, CPF, email, valor da aquisição, número do pedido e data da transação. Segundo o hacker autor da informação, no total, teriam sido liberados registros de 4 milhões de pedidos.

Leia mais  Vacinação privada preocupa a Opas

A reportagem entrou em contato com a C&A para saber a posição acerca do ocorrido, mas não obteve retorno até as 19h desta segunda (3). (Folhapress)

Comentários
Assuntos