Brasil

Frio e coronavírus levam Campos do Jordão a fechar comércio em fim de semana

A cidade é o principal destino do turismo de inverno no estado de São Paulo
Frio e coronavírus levam Campos do Jordão a fechar comércio em fim de semana
Imóveis no estilo europeu dão um charme à cidade de Campos do Jordão. Crédito da foto: Prefeitura de Campos do Jordão (12/6/2016)

A queda na temperatura e o aumento nos casos de coronavírus levaram a prefeitura de Campos do Jordão, interior de São Paulo, a decretar o fechamento do comércio em fim de semana. A cidade é o principal destino do turismo de inverno no Estado e, em épocas normais, recebe até 150 mil visitantes por fim de semana nessa estação.

Com a pandemia, o número de turistas caiu e a cidade recebeu 33 mil pessoas no último fim de semana. Os casos de coronavírus subiram de 156 para 416 em um mês e as mortes aumentaram de uma para dez.

A prefeitura vê relação entre o aumento de casos e a volta dos turistas após a flexibilização no comércio e na rede hoteleira. O decreto prevê que, a partir desta sexta-feira (31), o comércio não essencial, imobiliárias, escritórios, shoppings e galerias irão abrir somente de segunda a quinta-feira, das 10 às 16 horas.

Medida em vigor

O horário de funcionamento foi ampliado em duas horas, mas tudo fecha a partir da tarde de quinta até a manhã de segunda. Apenas os sistemas de delivery e drive-thru em restaurantes podem operar para atender quem estiver em hotéis – que operam com 50% da capacidade – e os moradores, que podem pedir comida para consumo em casa. A medida vigora até nova deliberação.

Conforme o prefeito Fred Guidoni (PSDB), a preocupação é com a alta taxa de ocupação de leitos hospitalares. Nesta sexta-feira, 21 pacientes estavam hospitalizados, sendo oito em UTI, maior número desde o início da pandemia. “O que podíamos fazer em nível municipal está sendo feito, do ponto de vista tributário, da atenção básica e de saúde, incluindo a instalação de UTI em parceira com o governo estadual. Nos últimos dias, infelizmente, a cidade vem registrando em média 10 novos casos de covid-19 e, nesta semana, foram quatro óbitos.”

Leia mais  Campos do Jordão gastando pouco? Saiba que a combinação é possível

 

A medida, segundo ele, foi tomada em consenso, durante reunião com representantes do Sindicato dos Hotéis e Restaurantes, e da Associação Comercial. Guidoni lembrou que o município aprovou um plano de marketing para fomentar o turismo na serra, criando uma nova temporada nos últimos meses do ano, início do verão.

Campos do Jordão além do inverno
Vista parcial da cidade de Campos do Jordão. Crédito da foto: Divulgação

Festivais de arte

No ano que vem, o governo estadual planeja dois festivais de arte na cidade. “Mas, todo esse esforço não tem nenhum sentido se não controlarmos a pandemia agora”, disse.

A cidade está na fase laranja do Plano São Paulo de reabertura das atividades econômicas, a segunda mais restritiva. Os moradores se acostumaram com os carros de som na rua, alertando para a necessidade de ficar em casa e sobre o uso obrigatório de máscara.

Em todos os relógios digitais espalhados pela cidade para registrar as baixas temperaturas, podem ser vistas mensagens alusivas à pandemia. O coronavírus levou ao adiamento do principal evento turístico da cidade, o Festival de Inverno, em sua 51a edição. Os 110 concertos estão programados para o período de 2 a 31 de janeiro de 2021. (José Maria Tomazela – Estadão Conteúdo)

Comentários