Brasil

Estado terá reforço de 2.592 policiais

A próxima etapa será a posse dos nomeados, o que deve ocorrer já na primeira quinzena de janeiro
GCM recebe mais de 50 chamadas sobre localização de fugitivos em Porto Feliz
Policiais irão reforçar patrulhamento no estado. Crédito da foto: Fábio Rogério (16/3/2020)

O governador João Doria nomeou 600 investigadores de polícia e 1.992 soldados de segunda classe aprovados em concurso público. As nomeações foram publicadas na edição de quarta-feira (30) do Diário Oficial do Estado (DOE).

A próxima etapa será a posse dos nomeados, o que deve ocorrer já na primeira quinzena de janeiro. Em seguida, os investigadores iniciarão o curso na Academia de Polícia Dr. Coriolano Nogueira Cobra (Acadepol), com duração média de seis meses.

Já os soldados seguem para o Curso Superior Técnico de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública, na Escola Superior de Soldados, com um ano de formação.

Após a formação, os novos policiais serão designados para reforçar o efetivo das unidades da Polícia Civil e para o policiamento preventivo e ostensivo de todo o Estado. Em janeiro, mais 288 policiais civis devem ser nomeados, sendo 35 delegados, 54 agentes de telecomunicação, 30 papiloscopistas, 86 auxiliares de papiloscopista e 83 agentes policiais. Esses também seguirão os trâmites para formação na Acadepol, após a nomeação.

Também está prevista, para o primeiro semestre de 2021, a nomeação de mais 2.700 soldados de segunda classe e 190 alunos-oficiais de outros dois concursos suspensos, dos anos de 2019 e 2020, respectivamente.

Leia mais  Desmama aumenta o desempenho

Reforço no efetivo

Nos últimos dois anos foram contratados mais de 9,8 mil policiais, sendo 7.729 militares, 1.323 civis e 765 técnico-científicos. Outros 910 profissionais estão atualmente em formação, sendo 692 alunos-oficiais e 218 delegados. (Da Redação, com informações da Agência SP)

Comentários