Brasil

Estado prepara volta às aulas presenciais a partir do dia 1

Ontem, em reunião on-line, as informações sobre a reabertura das escolas foram repassadas aos 645 prefeitos
Secretário Rossieli Soares, da Educação, fala sobre o Plano de Retorno da Educação. Crédito da foto: Agência SP (13/1/2021)

O governador João Doria e os secretário de Estado Rossieli Soares (Educação) e Marco Vinholi (Desenvolvimento Regional) apresentaram, ontem (13), aos 645 prefeitos do Estado os detalhes da volta às aulas presenciais a partir de 1º de fevereiro na rede pública estadual.

No encontro on-line com os prefeitos, mas com a presença de pessoas ligadas à Educação estadual, também foi anunciado investimento de R$ 80 milhões para o programa de ampliação de oferta de vagas em creches escolares. “A Educação é fundamental para todos nós que somos pais, temos filhos que há mais de 12 meses estão distante de suas aulas, do ensino, de seus professores e que precisam, com critério, com planejamento retomarem suas aulas”, disse o governador.

A retomada ocorrerá no próximo dia 1º de fevereiro. Para este ano, foi autorizada pelo Governo paulista a abertura das escolas em todas as fases do Plano São Paulo, obedecendo aos critérios de segurança estabelecidos pelo Centro de Contingência do Coronavírus.

Leia mais  Baleia Rossi: discussão sobre auxílio passa por cuidado com contas públicas

“Hoje, a ciência nos mostra que o espaço escolar é seguro desde que realizemos todos os protocolos corretamente. Estamos seguindo a ciência e junto com as prefeituras, vamos avançar para priorizar cada vez mais a educação, abrindo nossas escolas para todos os estudantes”, disse o secretário da Educação, Rossieli Soares.

Além do tema da volta às aulas, foram abordadas as parcerias entre Estado e Municípios, como materiais didáticos, merenda e transporte escolar. No encontro virtual, também foi anunciado um novo programa para ampliação de vagas em creches municipais. O diferencial para este ano é que as prefeituras poderão ofertar seus próprios projetos de obras para construção.

O número de vagas ofertadas dependerá das demandas dos municípios. Detalhes sobre o programa serão publicados em resolução nos próximos dias. (Da Redação, com informações da Agência SP)

Comentários