Brasil

Emprego termina 2020 com resultado positivo, mesmo com saldo negativo de dezembro

Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) encerrou 2020 com um resultado positivo em 142.690 vagas
Desemprego chega a 14,4% em setembro
Crédito da foto: Marcos Santos / USP Imagens

Mesmo com o fechamento de vagas em dezembro, após cinco meses consecutivos de geração líquida de vagas com carteira assinada na segunda metade do ano, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) encerrou 2020 com um resultado positivo em 142.690 vagas.

O desempenho confirmou a expectativa do ministro da Economia, Paulo Guedes, de encerrar o ano marcado pela pandemia de Covid-19 sem uma destruição líquida de empregos formais.

Nos quatro meses de auge da pandemia de Covid-19 – de março até junho, o Caged registrou 1,618 milhão de demissões líquidas. Já entre julho e dezembro, 1,418 milhão postos formais foram recriados.

O resultado do mercado de trabalho em 2020 foi o melhor desde 2017, quando houve o fechamento de 20 mil vagas com carteira assinada.

O saldo decorre de 15,166 milhões de admissões e 15,023 milhões demissões ao longo do ano passado.

Leia mais  MPT reafirma que Ford só pode demitir após negociação coletiva

O desempenho positivo no ano também era esperado pela maior parte do mercado.

O resultado do Caged em 2020 ficou dentro do intervalo das estimativas de analistas consultados pelo Projeções Broadcast.

As projeções eram de fechamento de 94.000 vagas a criação de 323 425 vagas no ano passado, com mediana positiva em de 170.410 postos de trabalho. (Estadão Conteúdo)

Comentários
Assuntos