Brasil

Empregada de prefeito era paga pelo município

Mirtes Renata de Souza está cadastrada no Portal de Transparência de Tamandaré como servidora pública da prefeitura
Mirtes Renata de Souza
Mãe do menino Miguél Otávio Silva em entrevista após o acidente. Crédito da foto: Reprodução/TV Globo

 

O prefeito de Tamandaré, no litoral sul de Pernambuco, Sérgio Hacker (PSB), pode responder por crime de responsabilidade no caso da morte de Miguel Otávio da Silva, de 5 anos, que caiu do 9º andar de um prédio no Recife na terça-feira (02).

A empregada doméstica Mirtes Renata de Souza, mãe do garoto que trabalhava para Sari Corte Real, mulher do prefeito, está cadastrada no Portal de Transparência de Tamandaré, desde 1º de fevereiro de 2017, como servidora pública da prefeitura. Consta que a funcionária exercia cargo comissionado (sem carga horária específica) de gerente de divisão, locada na Manutenção das Atividades de Administração da cidade. O pagamento seria equivalente a um salário mínimo. Mirtes disse que não sabia do cargo e trabalhava apenas na casa dos patrões, segundo o Portal UOL.

Leia mais  Fogo na Amazônia é em desmate, afirma Embrapa

O Tribunal de Contas do Estado informou ontem que vai instaurar auditoria especial. “Após a fiscalização, constatada a veracidade dos fatos, o gestor poderá ser implicado em crime de responsabilidade e infração político-administrativa”, afirma em nota. O TCE explicou que o prefeito e possíveis pessoas implicadas devem ressarcir os cofres públicos, caso se confirme a ilegalidade no pagamento.

Procurados pelo Estadão, Hacker e Mirtes não se pronunciaram sobre o assunto até as 19 horas. Em nota, o prefeito disse estar “profundamente abalado” e deve prestar contas aos órgãos competentes.

Segundo a Polícia Civil, Miguel caiu do prédio onde moram Sari e Hacker depois de Sari apertar um botão e deixar a criança sozinha no elevador. Ao desembarcar no 9º andar, o menino despencou de área sem tela de proteção. No momento, Mirtes passeava com o cachorro da patroa. Sari chegou a ser autuada por homicídio culposo, mas pagou fiança. (Estadão Conteúdo)

Comentários