Brasil

Cristiane Brasil é exonerada de cargo que ocupava há 9 dias na Alesp

Nomeação da ex-deputada gerou discordância após ela ter sido presa preventivamente
Cristiane Brasil permaneceu apenas nove dias no cargo de assistente parlamentar na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp). Crédito da foto: Luís Macedo/ Câmara dos Deputados

A ex-deputada federal Cristiane Brasil foi exonerada, segundo consta em Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (29) do cargo de assistente parlamentar, o qual ocupava na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) desde o dia 21.

A nomeação da ex-deputada caiu sob escrutínio público após ela ter sido presa preventivamente por um mês durante campanha eleitoral em setembro do último ano. Cristiane é filha do presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, e ocupava há nove dias a assessoria do gabinete de representação do partido na Casa.

As relações entre a direção nacional da sigla e a estadual estavam estremecidas desde que a direção nacional passou ao apoio incondicional da agenda bolsonarista, segundo apontam integrantes, o que desagradou alguns pedetistas paulistas em ocasiões como, por exemplo, a eleição municipal de São Paulo. O desgaste levou à saída do deputado estadual Campos Machado, um dos nomes tradicionais do partido em São Paulo – ex-líder da sigla na Alesp e ex-presidente estadual da legenda -, atualmente filiado ao Avante.

Leia mais  Homem é preso mais de 2,7 toneladas de maconha em Agudos

No último dia 19, Cristiane compartilhou pelo Twitter mensagem na qual disse que iria ajudar o atual líder na Alesp, o deputado estadual Douglas Garcia, e o presidente estadual, Chico Galindo, “a reestruturar o partido em São Paulo, dando assistência aos prefeitos e vereadores do partido”. (Estadão Conteúdo) 

Comentários