Brasil

Bretas se considera ‘suspeito’ para julgar Witzel

Bretas se considera ‘suspeito’ para julgar Witzel
O governador afastado do Rio, Wilson Witzel (PSC). Crédito da foto: Fernando Frazão / Agência Brasil (27/1/2020)

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, se declarou suspeito para atuar no processo da Operação Placebo, que investigou supostos desvios durante a gestão do governador afastado Wilson Witzel. Em despacho datado de quarta-feira (24), o magistrado cita “razões de foro íntimo” em razão de “uma relação pessoal com uma das partes até o ano de 2019”. “Assim faço para que não pairem dúvidas acerca da isenção da jurisdição prestada por esta Justiça Federal”, afirmou Bretas no despacho. Os autos serão encaminhados à juíza substituta da 7ª Vara Federal Criminal do Rio. (Estadão Conteúdo)

Comentários