Brasil Covid-19 Exterior

Brasileiros com dupla cidadania são vacinados

Brasileiros com dupla cidadania são vacinados
Crédito da foto: Depositphotos.com

A vacinação para pessoas de 50 a 70 anos começou segunda-feira em regiões do Uruguai que fazem fronteira com o Brasil, no momento em que autoridades do País se mostram preocupadas com a situação da pandemia do lado brasileiro. O governo uruguaio destinou parte das doses que sobraram de outras regiões para reforçar a vacinação na fronteira e tentar blindar o País da ameaça de novas variantes, como a P1, de Manaus. Podem ser vacinados os brasileiros com dupla cidadania.

Nesta segunda-feira, a artesã Miriam Moreira, de 58 anos, estava entre os brasileiros com cidadania uruguaia que já se vacinaram contra a Covid-19. Miriam tornou-se cidadã após o casamento com um uruguaio e vive em Rivera, no Uruguai, divisa com Sant’Ana do Livramento (RS). A vacina mudou a rotina das pessoas que moram do lado brasileiro, já que as duas cidades — Sant’Ana do Livramento e Rivera — são conurbadas, sem controle migratório. Mas, para se vacinar no Uruguai, é preciso marcar com antecedência.

Desde o início da pandemia, o país registrou 71.691 casos e 712 mortes. Apesar dos números baixos, em comparação com os vizinhos, o Uruguai foi um dos últimos países da região a começar a vacinação. No domingo, o Uruguai registrou três recordes negativos: maior número de contágios em um dia (1.587), segundo maior número de mortes (14) e maior número de internados em UTI (124). (Estadão Conteúdo)

Comentários