Rota do Equilíbrio

Dicas de alimentação para gestantes

Hoje trazemos a médica pediatra Teresinha Souto para falar sobre a importância dos cuidados alimentares das gestantes.

Afinal de contas, a preocupação com a saúde do bebê deve começar antes mesmo de seu nascimento – pois durante a gravidez muita coisa importante pode acontecer.

Nas palavras da Teresinha, “num mundo ideal, os pediatras conversariam já com as gestantes.”

Isso porque, durante a gravidez, muitas mães acabam passando em um dos dois extremos.

No primeiro, está aquela tradicional mentalidade de “estou grávida, então agora vou comer tudo o que sempre quis” – que é simbolizada pela frase “grávida tem que comer por dois”.

Já no outro extremo estão mulheres que, acostumadas a “fazer dieta” e cuidar da silhueta durante toda a vida, não querem engordar nem durante esse importante período.

Sobre isso, a doutora Souto afirma:

Leia mais  Covid-19 aumenta número de internações na rede privada e pública

“Eu fui daquelas mães que comeu tudo o que queria porque nunca podia comer nada e na gravidez eu falei assim: “Agora vou comer tudo o que eu queria!” e assim, engordei muito, tive um bebê muito grande.

Não tive Diabetes Gestacional, mas meu primeiro filho foi bem pesado – 4,200 quilos – enfim…

Chegar no meio termo é sempre mais difícil.

Eu diria que a gente tem que comer bem durante a gestação, comer um pouco de tudo, mas evitar o excesso de carboidratos, não tem dúvida; o excesso de produtos processados… usar o bom senso, gente.

E quando o médico que você está indo todo mês falar: “Olha, você engordou muito”, parar e pensar: “O que eu estou podendo fazer de mal para o meu filho? Eu posso ter uma Diabetes Gestacional, vou ter um bebê mais pesado, um bebê que vai ter, talvez, no futuro, problemas com obesidade…”. Então não dá para a gente chegar e chutar o balde: “Agora estou grávida!”.

E também, sobre fazer dieta na gravidez – por exemplo, uma dieta cetogênica

Leia mais  Iperó chega aos 1.331 doentes confirmados

Eu acho que na gestação a pessoa tem que comer muito bem e sem nenhum extremo.

Porque fazer uma Cetogênica durante uma gestação só se realmente tiver uma indicação médica importante.

Eu não tenho experiência com gestante fazendo Cetogênica e acho bastante perigoso.

Você tem que ter um acompanhamento com algum médico com bastante experiência nisso.”

Ou seja: é muito importante garantir uma ingestão de nutrientes adequada durante essa fase tão fundamental para o desenvolvimento de uma nova vida.

Entretanto, o foco deve ser sempre em comer alimentos pouco processados – a chamada comida de verdade – e não em ingerir calorias vazias e de pouco valor nutricional (como doces, farinhas e refrigerantes) a qualquer custo.

Confira a entrevista completa com a Dra. Teresinha Souto clicando aqui.

E você, de que maneira se alimentou durante a gestação? Deixe seu comentário!

Comentários