Buscar no Cruzeiro

Buscar

Problemas financeiros estão afetando sua saúde mental? Confira 6 dicas para mudar essa situação

Fazer um bom planejamento financeiro e procurar ajuda são passos essenciais para que as finanças não atrapalhem sua saúde mental.

05 de Outubro de 2021 às 16:22
Senhor Tanquinho [email protected]
sem dinheiro
sem dinheiro (Crédito: pixabay)

A incerteza financeira é algo que tira seu sono? Você fica ansioso quando pensa no futuro de seu emprego ou nas contas que estão por vir? Esses são grandes indicadores da forma como a vida financeira pode atrapalhar, e muito, sua saúde mental e até mesmo física.

Em cenários de instabilidade econômica, as preocupações financeiras tendem a ser ainda maiores. Por isso, é necessário conhecer estratégias para cuidar de suas finanças de forma que elas não atrapalhem sua saúde mental. Esse é o tema do nosso texto de hoje. Confira nossas dicas!

De que forma as finanças podem afetar a saúde mental?

Uma das principais causas de ansiedade e preocupação é a incerteza financeira, e esse cenário se agrava quando estamos em cenários de instabilidade econômica. O risco de perder o emprego, a incerteza quanto a ter dinheiro suficiente para pagar as contas e o aumento nos preços são situações que podem acarretar em problemas físicos e emocionais.

A dificuldade em resolver esses problemas, bem como a preocupação em excesso fazem os hormônios do estresse, como cortisol e adrenalina, aumentarem na corrente sanguínea. Isso tudo pode levar a sintomas como:

  • Mudanças de humor;
  • Irritabilidade;
  • Temperamento explosivo;
  • Nervosismo;
  • Alterações no apetite;
  • Problemas no estômago;
  • Tensão e dores musculares;
  • Cansaço;
  • Insônia.

Se não tratados, com o passar do tempo esses sintomas podem piorar e evoluir para transtornos de ansiedade ou mesmo depressão. Tudo isso por problemas financeiros. Por isso, é essencial tomar muito cuidado para não prejudicar sua saúde mental por conta de problemas financeiros.

6 dicas para cuidar de sua vida financeira e saúde mental

Em primeiro lugar, saiba que problemas financeiros e a falta de conhecimento sobre sua própria renda são dificuldades comuns. Não se culpe nem ache que só você comete erros nessa área. Por isso, confira dicas práticas para te ajudar a cuidar de sua saúde financeira e evitar tantas preocupações.

1. Faça o controle de seus ganhos e gastos

A primeira etapa de um controle financeiro é registrar todos os seus ganhos e gastos. Assim, você pode criar um orçamento pessoal e enxergar exatamente quais são os seus principais gastos. Você pode fazer isso da forma que for mais fácil: por meio de um caderno, aplicativo ou planilha. O importante é registrar e avaliar cada movimentação financeira.

Dessa forma, você conseguirá analisar áreas que precisam de ajustes e despesas que podem ser cortadas. Além disso, será possível fazer um plano para seu dinheiro. A regra 50, 30, 20 é uma ferramenta muito eficaz para ajudar no controle do orçamento. Ela funciona assim: você divide seu dinheiro em três partes - 50% de sua renda vai para suas despesas fixas básicas, como alimentação, contas de consumo, transporte, entre outras; 30% de sua renda é para gastos pessoais, como roupas e farmácia; os 20% restantes são destinados a quitar suas dívidas, montar sua reserva de emergência e fazer investimentos.

2. Priorize a quitação de suas dívidas

Ter dívidas em aberto é uma grande causa de estresse. Por isso, se você está inadimplente, direcione sua organização financeira e seus esforços para quitar suas dívidas. Elimine essas pendências de sua mente e sua lista de tarefas para ter uma sensação de alívio e melhorar seu bem-estar. Após concluir essa etapa, comece a montar sua reserva de emergência para evitar complicações financeiras no futuro.

3. Defina metas e limites

Faça uma lista com suas metas pessoais, profissionais e financeiras para conseguir economizar pensando nelas. Metas claras lhe ajudarão a direcionar suas atitudes e decisões financeiras. Também defina limites de gastos e respeite-os.

4. Não faça compras por impulso

Busque identificar os fatores externos que causam vontade de comprar. Assim, você conseguirá controlá-los e até evitar que eles aconteçam. Se você tiver vontade de comprar alguma coisa, não compre imediatamente. Espere um tempo e veja se ainda estará com vontade de adquirir aquele produto. Veja se ele cabe no seu orçamento e se você realmente precisa daquilo.

5. Converse sobre dúvidas e problemas financeiros

Não tenha vergonha de falar sobre dinheiro e dificuldades financeiras com seus amigos, parentes ou até mesmo especialistas e profissionais da saúde. Dessa forma, além de se receber apoio e cuidado, você também pode ter dicas e conselhos que lhe ajudarão a resolver certos problemas financeiros.

6. Estude sobre educação financeira

Você também pode começar a estudar sobre educação financeira para conseguir entender como lidar melhor com o dinheiro e quanto às decisões financeiras que precisa tomar.  Assim, você se sentirá mais seguro e menos ansioso em relação às finanças.

Solução emergencial

Em momentos de dificuldades financeiras extremas, pode ser interessante ter fontes confiáveis para as quais possa pedir ajuda ou mesmo algum tipo de empréstimo com garantia.

----------

O que achou de nossas dicas para cuidar da saúde mental e financeira? Deixe sua opinião nos comentários!