Go Fashion

Marca lança acessório bizarro de R$ 14 mil que parece fios de telefone

Anel fio de telefone da Bottega Veneta. Foto: Reprodução/Divulgação

Recentemente, a marca Bottega Veneta causou polêmica nas redes sociais com o lançamento de acessórios inusitados que custam até R$ 14 mil. A grife italiana chegou a virar meme na internet por dar o status de item de luxo a colares, brincos, pulseiras e anéis que imitam fios de telefone fixo, aqueles em espiral.

Trazendo uma vibe total anos 2000 (olha a estética kidcore mais uma vez aí), as peças enroladas e coloridas são feitas de prata e seus preços variam de R$ 5.162 (anel) a R$ 13.952 (colar). Dá uma olhada:

Colar fio de telefone da Bottega Veneta. Foto: Reprodução/Divulgação
Brincos fio de telefone da Bottega Veneta. Foto: Reprodução/Divulgação
Pulseira fio de telefone da Bottega Veneta. Foto: Reprodução/Divulgação

E, como já era de se esperar, a galera da internet não demorou para fazer memes e piadas com a novidade: “A minha avó ligou! Ela quer o fio de telefone dela de volta“, disse uma pessoa. “Você não está enganando ninguém”, disse outra, fazendo comparação com fios vendidos na internet por US$ 5 (cerca de R$ 27).

Teve gente que, assim como eu, gostou do conceito e da estética. Porém, não pagaria mais do que R$ 20 nesses acessórios que parecem fios de telefone.

Colar fio de telefone da Bottega Veneta. Foto: Reprodução/Divulgação
Você pode gostar: Estes anéis anos 2000 são a tendência colorida do momento!

 

AGORA ME DIZ: O que achou dessa polêmica fashion? E o que achou dos fios de telefone?

Me conte por email (juliarolimg@gmail.com), vou adorar saber a sua opinião. E me acompanhe também no Instagram (@julia.rolim), posto várias coisinhas por lá. Até a próxima

Comentários

Sobre o Autor

Go Fashion

Go Fashion

Olá! Me chamo Julia Rolim, blogueira, graduada em design de moda pela Esamc Sorocaba. Sou apaixonada por moda e todos os tipos de arte. Amo abordar temas como moda e cultura, trazendo sempre novidades, inspirações e conhecimento a mais. Aliás, conhecimento nunca é demais!