Go Fashion

As 10 marcas mais desejadas do momento

Reprodução/Divulgação

Por Julia Rolim

 

Quando pensamos em “moda”, logo nos vem a alusão das grifes famosas, desfiles, alta-costura e a família Kardashian (referência de luxo e estilo). Mas a nossa realidade é outra, não é mesmo? E que mal tem em imaginar?

É até normal e natural, para nós mulheres, imaginarmos que somos ricas e “phynas”, podendo comprar tudo que desejamos, haha! Nossos desejos e sonhos são coisas que nunca poderão ser tirados de nós…

Reprodução/Divulgação

E com este pensamento em mente, vou compartilhar uma lista divulgada pela Elle Brasil (como base em pesquisa realizada pela “Lyst, The Business of Fashion“) das marcas mais desejadas do momento. Segundo a publicação, o resultado é baseado em consideração aos dados e opiniões de mais de 70 milhões de usuários.

Quando imagino grifes famosas, logo penso em Chanel, Yves Saint Laurent, Dior e outras gigantes francesas, porém estas não estão na lista… Confira abaixo:

 

Gucci: após a entrada do designer Alessandro Michele, os acessórios e roupas com estilo vintage ornamental da grife ganharam o posto mais alto no coração das fashionistas. A linha de produtos mais acessíveis da grife também ajudou a catapultar o sucesso no último ano.

Balenciaga: apelando para a geração Z e para os Millennials, a marca comandada por Demna Gvasalia trocou de logomarca, mudou sua abordagem e conquistou a medalha de prata por seus tênis que são os hits mais quentes da moda.

Gucci Primavera-verão 2018 – Reprodução/Divulgação

Vetements: através do talento de Demna Gvasalia, a marca também vem capturando o espírito do tempo e fez o seu nome brilhar no mundo da moda. A Vetements segue logo atrás da Balenciaga, que ele dirige atualmente em paralelo.

Valentino: o diretor criativo Pierpaolo Piccioli deu asas à criatividade e está se tornando um dos nomes mais influentes da alta moda. Ainda mais após um dos seus maiores sucessos: a reinvenção da linha Rockstud.

Valentino Primavera-verão 2018 – Reprodução/Divulgação

Off-White: em pouco tempo, a grife do norte-americano Virgil Abloh conseguiu mais status do que as grandes marcas francesas e históricas. Seu conhecimento relacionado a moda esportiva é a prova de que o significado do luxo mudou radicalmente nos últimos anos.

Givenchy: a grife continua sendo uma das marcas mais desejadas do mercado, mesmo com a troca da direção criativa. Levando em consideração a estreia de Clare Waight Keller, a marca deve crescer ainda mais neste ano.

Givenchy Primavera-verão 2018 – Reprodução/Divulgação

Moncler: as jaquetas tipo doudoune e gigantes da marca estão cada vez mais populares entre o estilo hip-hop. Não à toa, acabaram conseguindo seu espaço nesta lista.

Stone Island: a marca italiana também conquistou sua vaga aqui, devido a ajuda do rapper Drake. Ele vestiu a marca em praticamente todos os seus shows e, com isso, gerou curiosidade e uma onda de novos fãs que não hesitaram em pesquisar por ela.

Stone Island Primavera-verão 2018 – Reprodução/Divulgação

Balmain: após começar a trabalhar com acessórios e colaborar com a gigante Victoria’s Secret, a grife francesa comandada por Olivier Rousteing apareceu pela primeira vez na lista das dez mais desejadas do mundo.

Yeezy: atualmente, mesmo com Kanye West fugindo um pouco dos holofotes, a parceria do rapper com a Adidas continua fortíssima e fecha a lista com muito estilo, nos lembrando do papel que o sportswear está exercendo na moda.

Yeezy Outono-inverno 2018 – Reprodução/Divulgação

+ Veja também: 8 marcas que apoiam a causa LGBTQ+

O que achou desta “listinha básica”? Sentiu falta de alguma marca?

Me conte, vou adorar saber a sua opinião (juliarolimg@gmail.com).
Me acompanhe também no Instagram (@julia.rolim). Até a próxima!

Comentários

Sobre o Autor

Go Fashion

Go Fashion

Olá! Me chamo Julia Rolim, blogueira, graduada em design de moda pela Esamc Sorocaba. Sou apaixonada por moda e todos os tipos de arte. Amo abordar temas como moda e cultura, trazendo sempre novidades, inspirações e conhecimento a mais. Aliás, conhecimento nunca é demais!