Agenda Metropolitana

Aldeia guarani de São Roque abre para o público no Dia do Índio

Evento para divulgar cultura indígena inclui competições, danças, cantos, rezas e rodas de conversa

Marinaldo Cruz Filho

Índios da Aldeia Tapiti, em São Roque, mostram cultura tupi-guarni a visitantes
Índios da Aldeia Tapiti, em São Roque, mostram cultura tupi-guarni a visitantes (DIVULGAÇÃO)

Neste sábado (19), a Aldeia Tapiti, em São Roque (Região Metropolitana de Sorocaba), comemora o Dia do Índio com uma programação especial. A proposta é receber visitantes para contar um pouco da história e da cultura tupi-guarani, uma das formadoras da nação brasileira. Todas as atividades são abertas ao público.

Estão programadas competições de arco e flecha, corrida com tora e cabo de guerra. Haverá prêmios para os três primeiros colocados em cada uma das modalidades. Os visitantes poderão adquirir produtos artesanais indígenas, além de participar de danças, cantos e rodas de conversas. A aldeia ocupa uma parte da Fazenda Angolana, localizada no quilômetro cinco da Rodovia Prefeito Quintino de Lima.

Data internacional

O Dia do Índio – 19 de abril – foi criado pelo Decreto-Lei 5.540, de junho de 1943, pelo então presidente Getúlio Vargas. A homenagem atendeu a uma proposição do primeiro Congresso Indigenista Interamericano, realizado no México em 1940.

Leia mais  Fonte coberta por espuma em São Roque é esvaziada e limpa
Visitantes conhecem artesanato, danças, músicas e jogos dos guaranis
Visitantes conhecem artesanato, danças, músicas e jogos dos guaranis (DIVULGAÇÃO)

Um dia na Aldeia Tapiti

Confira a programação completa:

– 09h30 – Abertura das atividades com reza coordenada pela anciã da aldeia, seguida de palestra do cacique;

– 10h00 – Dança dos Txondaro, apresentada por membros da aldeia Ywy Pyhaú;

– 10h30 – Início das competições de esportes indígenas – corrida da tora -, com participação de visitantes;

– 11h30 – Apresentação de cânticos, danças e ervas medicinais, por grupos das aldeias Tapiti e Ywy Pyhaú;

– 13h00 – Início do torneio de arco e flecha;

– 14h00 – Apresentações de cânticos e dança por mulheres indígenas, seguida de palestra de Awa Djegwaka sobre a importância da natureza;

– 14h40 – Demonstração da luta indígena uca-uca;

– 15h00 – Desafio aos homens visitantes para a disputa de cabo de guerra;

Leia mais  Salto tem semana recheada de atividades culturais

– 15h30 – Início do torneio infantil de arco e flecha;

– 16h00 – Ritual de encerramento pela anciã da aldeia, reza de agradecimento pelo dia, palestra do cacique supremo e cânticos de despedida apresentados pelas aldeias Tapiti e Ywy Pyhaú.

Fazenda Angolana

A Fazenda Angolana é o ambiente perfeito para aqueles que desejam unir uma excelente gastronomia e ainda fazer a alegria da garotada principalmente para que toda família possam ter uma experiência diferente no ambiente rural, além de espaço livre e seguro.

O local possui restaurantes, cafeteria, zoológico, passeio de pôneis, pedalinho, tirolesa, trilha ecológica, playground, aldeia dos coelhos, piscina de bolinhas e cama elástica, entre outras atrações.

Serviço

A Fazenda Angolana integra o roteiro do vinho – Rodovia Prefeito Quintino de Lima, km 5 – e é aberta ao público de sexta-feira a domingo, das 9h às 17hs. Confira mais informações no site da fazenda.

Comentários

CLASSICRUZEIRO