Turismo

Tendências do mercado de turismo serão debatidas hoje

Tendências do mercado de turismo serão debatidas hoje
Representantes do setor analisam como será o perfil do viajante pós-pandemia. Crédito da foto: Arquivo / Agência Brasil

Uma análise sobre tendências de compras e o novo perfil do consumidor que deve surgir na pós-pandemia são os temas propostos para a segunda edição do Broadcast SP Pra Todos, que será realizado hoje (16), às 14h. Organizado pela Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo, o encontro virtual desta vez terá como convidados o vice-presidente de Relações Governamentais e Corporativas do Expedia Group, Jean-Philippe Monod de Froideville, e a presidente do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC, na sigla em inglês), Gloria Guevara.

Novamente, a moderação do evento será feita pelo secretário de Turismo do Estado de São Paulo, Vinicius Lummertz, ex-ministro do Turismo e ex-presidente da Embratur. A transmissão será realizada pelo YouTube (secturismosp) e Facebook (turismosp). “É necessário entender o novo perfil do consumidor, além das principais tendências do mercado e do padrão mundial de turismo”, diz o secretário. “No primeiro encontro, tivemos as visões de governo, com a participação do secretário-geral da Organização Mundial do Turismo, Zurab Pololikashvili, e da academia, com a Phd em Tecnologia e Turismo, Dan Wang, da Universidade Politécnica de Hong Kong. Agora, vamos ouvir o setor privado”, afirma.

Leia mais  Destinos regionais devem ser 1ª opção

Destinos e demandas

De Londres, Gloria Guevara apresentará o perfil do consumidor e os indicativos de tendências, apontando fatores que contribuem para motivar o turista a retomar suas viagens no chamado “novo normal”, sejam de negócios ou lazer. Já Jean-Philippe, irá contar o que está acontecendo no âmbito de reservas e retomada econômica, os destinos que já têm demanda e seus períodos, assim como o perfil das buscas, permitindo a organização de produtos e ações de venda.

Em março, o setor de turismo registrou perdas de R$ 13,38 bilhões no País, valor que saltou para R$ 36,94 bilhões, em abril, e R$ 37,47 bilhões, em maio. Os dados são da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). “A iniciativa com esse canal de diálogo é unir os setores público e privado, pois com essa interatividade iremos reestabelecer a economia em uma caminhada mais segura, compartilhando conhecimento, para que se faça a diferença nas soluções efetivas”, finaliza Lummertz. (Da Redação, com informações da Secretaria Estadual de Turismo)

Comentários