Turismo

Quatro paraísos cercados de água por todos os lados

Localizadas entre 160 e 320 km de Sorocaba, ilhas Anchieta, Cardoso, Laje e Couves são garantias de lazer e aventura
Quatro paraísos cercados de água por todos os lados
Praia Maior é um dos passeios imperdíveis na ilha das Couves, em Ubatuba. Crédito da foto: Divulgação / Sima

O litoral paulista possui cerca de 50 paraísos cercados de água por todos os lados. Somente no arquipélago de Ilhabela existem ilhas com mais de 40 praias, inúmeras cachoeiras e muito verde — 80% do território é coberto por mata atlântica. São boas opções de passeio para quem gosta de natureza e tranquilidade.

A visitação é livre e a maioria das atrações acessível a pessoas de todas as idades. No entanto, vale lembrar que existem normas para conhecer esses espaços e o respeito a eles é fundamental para garantir tanto a preservação dos locais quanto o sucesso do passeio. Entre as regras básicas estão a proibição de animais domésticos e de atividades que possam provocar incêndios, como fogueira, churrasco e queima de fogos.

“Viagens” reuniu dicas e informações sobre as quatro ilhas paulistas que oferecem passeios indicados para qualquer época do ano. Confira:

Anchieta

O Parque Estadual Ilha Anchieta (Peia) protege a segunda maior ilha do Litoral Norte do Estado de São Paulo. São 17 quilômetros de costões rochosos e sete praias de águas cristalinas que contrastam com o verde da Mata Atlântica. Criado em 1977, o Peia tem como objetivos a proteção e conservação dos ecossistemas naturais, o desenvolvimento de pesquisas científicas e a realização de atividades de educação ambiental e de recreação em contato com a natureza.

Os visitantes podem usufruir de caminhadas ecológicas, mergulhar em águas claras, explorar um rico patrimônio histórico cultural ou apenas contemplar a paisagem exuberante. Os principais ecossistemas do parque são o marinho, a floresta ombrófila densa — tropical pluvial –, a restinga e a vegetação de costões rochosos, típicos do bioma Mata Atlântica. Há diversas espécies de aves, répteis e anfíbios, como sabiás, juritis, macacos, tartarugas, garoupas, lagartos e quatis. Também é possível observar inúmeras espécies marinhas, como as estrelas-do-mar, algas e peixes.

Leia mais  Cataratas do Iguaçu reabrem após 100 dias fechada por pandemia

Serviço

Município: Ubatuba, a 320 quilômetros de Sorocaba
Distância de Ubatuba: 13,1 quilômetros
Endereço: avenida Plínio de França, 85, Saco da Ribeira
Telefone: (12) 3842-1231
e-mail: pe.ilhaanchieta@fflorestal.sp.gov.br
Quando: de quinta a terça-feira, das 9h às 17h
Ingresso: R$ 16,00

Cardoso

Quatro paraísos cercados de água por todos os lados
Praias desertas, raias gigantes e trilhas compõem o cenário ideal para quem quer descansar em contato com a natureza. Crédito da foto: Divulgação / Sima

O Parque Estadual da Ilha do Cardoso (Peic) está localizado no município de Cananeia, extremo sul do Estado. A Unidade de Conservação integra a maior área contínua de Floresta Atlântica do Brasil e está inserida no Complexo Estuarino-Lagunar de Iguape, Cananeia e Paranaguá. É considerado pela União Internacional de Conservação da Natureza (IUCN) como o terceiro estuário do mundo em termos de produtividade primária e um dos mais bem preservados, o que lhe confere prioridade na conservação. A região ainda é reconhecida como Sítio do Patrimônio Mundial Natural (Unesco, 1999), Zona Núcleo da Reserva da Biosfera (Unesco, 2005). O Peic integra ainda a área tombada da Serra do Mar e de Paranapiacaba.

A Ilha do Cardoso abriga diversos ambientes: costões rochosos, praias, braços de mar, estuários, barras, lagunas, restingas, manguezais, rios, planície litorânea, ilhas e montanhas cobertas por florestas.

O Parque da Ilha do Cardoso possui 49 embarcações credenciadas, responsáveis pela travessia da ilha de Cananéia até o parque, principalmente até a praia do Itacuruçá/Pereirinha, no Núcleo Perequê, local de maior fluxo de visitação da unidade. A praia do Itacuruçá/Pereirinha tem limite de visitação pública de mil pessoas por dia. Os interessados em conhecer a unidade de conservação devem procurar a Associação de Monitores Ambientais de Cananeia (Amoamca). Importante levar calçado fechado, protetor solar e, principalmente, repelente.

Leia mais  Viajantes reforçam ações de solidariedade

Serviço

Município: Cananéia, a 230 qulômetros de Sorocaba
Distância do continente: 13,5 quilômetros
Endereço: avenida Professor Wladimir Besnard, s/n, bairro Morro São João
Telefone: (13) 3851-1108
e-mail: pe.ilhacardoso@fflorestal.sp.gov.br
Quando: de segunda a domingo, das 8h às 17h
Ingresso: gratuito

Laje de Santos

Quatro paraísos cercados de água por todos os lados
Praias desertas, raias gigantes e trilhas compõem o cenário ideal para quem quer descansar em contato com a natureza. Crédito da foto: Divulgação / Sima

Criado em 1993, o Parque Estadual Marinho Laje de Santos é o único parque marinho do Estado e um dos principais pontos de mergulho e fotografia submarina do País. Ele foi criado com o objetivo de assegurar a proteção integral dos ecossistemas marinhos. Está distante 22 milhas náuticas da costa (42 quilômetros) e inclui a Laje de Santos, parcéis e os rochedos conhecidos como Calhaus, totalizando 5.000 hectares de área preservada.

O parque faz parte da rota de várias espécies migratórias e é uma importante área de alimentação. Muitas delas são protegidas por convenções internacionais, como as baleias-de-bryde, as raias-manta e as tartarugas marinhas.

Serviço

Município: Santos, a 165 quilômetros de Sorocaba
Carta Náutica, 1711
Distância do continente: 42 quilômetros
Telefone: (13) 3567-1495
e-mail: pem.lajedesantos@fflorestal.sp.gov.br
Horário: de segunda a domingo, das 8h às 17h
Ingresso: R$ 16,00

Couves

Embora as ilhas ao longo da costa brasileira estejam sob domínio da União, a ilha das Couves, com área de 582 mil metros quadrados, está inserida na Área de Proteção Ambiental Marinha do Litoral Norte, sob gestão da Fundação Florestal. É um dos passeios mais procurados pelos turistas no Litoral Norte.

Leia mais  Turismo na natureza lidera a preferência dos viajantes

Para regular o número de turistas, a Fundação Florestal publicou em dezembro de 2019 uma portaria normativa que dispõe sobre a capacidade de turistas na ilha das Couves. O documento estabelece que a área só poderá receber 177 pessoas simultaneamente, número bem inferior aos estimados dois mil visitantes contabilizados em outras ocasiões.

A ilha das Couves oferece duas praias aos visitantes passarem o dia. A praia Menor, com água em tom de verde esmeralda, forma uma grande piscina para mergulho. Já na praia Maior, também chamada de Prainha das Couves ou praia de Dentro, a água ganha tons entre verde e azul, e o visual é surpreendente. Esta última é a principal praia da ilha das Couves, a que oferece maior faixa de areia. O acesso se dá por uma curta trilha de apenas cinco minutos a partir da praia Menor.

O passeio até a ilha das Couves é feito em lanchas e barcos que partem de diversas praias de Ubatuba, sendo que a principal rota é a partir da praia de Picinguaba. O tempo da viagem é de apenas 15 minutos.

Serviço

Município: Ubatuba, a 320 quilômetros de Sorocaba
Distância do continente: três quilômetros
A visitação é organizada pelos operadores: Comunidade de Picinguaba, Comunidade da Almada, do Estaleiro e Ubatumirim em três turnos, manhã 8h às 11h, almoço 11 às 14h e tarde, das 14h às 17h, respeitando o número de 177 visitantes por período.

Para saber mais sobre outras unidades de conservação, acesse o site Guia de Áreas Protegidas. (Da Redação, com informações da Sima)

Comentários