Turismo

Passeio com grupo de conhecidos vira moda

Nova tendência, apelidada de “bolha”, é opção mais segura para evitar proliferação da Covid
Passeio com grupo de conhecidos vira moda
Cresce a procura por programas reservados a familiares e amigos, com preferência para destinos próximos à natureza. Crédito da foto: Divulgação

Viver em uma bolha é sempre algo criticado em relação às redes sociais. Nas viagens, no entanto, é uma atitude mais do que indicada para o momento, já que pressupõe reservar roteiros ou experiências entre pessoas conhecidas. O conceito já vem sendo explorado por operadoras no exterior — uma delas até lançou um produto chamado Book Your Bubble (Reserve sua Bolha). No Brasil, as empresas perceberam uma maior procura de programas por parte de famílias e amigos. Essa tendência também aparece entre os que reservam hospedagem e criam os próprios passeios, como mostram levantamentos das principais plataformas de acomodações.

“A gente tem disponibilizado todos os nossos roteiros para saídas privativas. Em uma família de quatro pessoas, a diferença de preço não é grande. Fica igual ao regular ou até um pouquinho mais barato, porque a divisão do número de pessoas pelo serviço compensa”, diz Jota Marincek, sócio-fundador da Venturas, que incentiva turmas de viajantes conhecidos a fecharem uma pequena pousada se possível.

Leia mais  Afroturismo para todos os estilos

Caso contrário, ele ressalta que há uma redução no número de passageiros nas saídas regulares. “Nossos grupos estão menores e deixamos mais espaço entre as pessoas na van. Antes, eram de 15 a 18 pessoas, hoje entre nove e 12.” Outra estratégia para manter o distanciamento social, adotada pela Venturas na Chapada dos Veadeiros, em Goiás, é fazer os passeios mais disputados nos horários mais vazios.

Passeio com grupo de conhecidos vira moda
Programas que privilegiam transporte individual também são opção. Crédito da foto: Divulgação

Lá fora, a canadense G Adventures criou uma promoção com descontos para quem quiser reservar um dos programas pré-formatados da empresa para viajar com a sua bolha de oito viajantes. A ideia do Book Your Bubble é incentivar programas de grupos já em contato, como duas famílias amigas ou parentes próximos. Na Venturas, tem aumentado a procura por pais e filhos juntos, depois do longo período de quarentena. “As pessoas estão buscando mais lugares de natureza. É uma alternativa para criar cumplicidade, tanto com crianças quanto com adolescentes, geralmente mais ariscos.”

Esse público também marcou presença no roteiro de bicicleta que a Ybytu lançou em setembro pelo litoral norte de São Paulo, para até 15 ciclistas. “Sempre trabalhamos com grupos menores para manter a qualidade no serviço. A diferença é que não tinha tanta procura em conjunto, eram várias reservas separadas de pessoas diferentes. Agora têm crescido as demandas de pequenos grupos que já se conhecem”, afirma Murilo Tebet, consultor de reservas e guia de cicloturismo da empresa.

Leia mais  Busca pela herança cultural

As pedaladas de Bertioga à Praia de Juqueí, em São Sebastião, voltam em abril; a última saída (6 de novembro) esgotou as vagas em poucas horas. Mas ainda é possível acompanhar um dos grupos da Ybytu em 2020. O passeio de bicicleta pelo Circuito das Frutas, cujo roteiro passa pelas regiões de Sorocaba e Jundiaí, parte de Itupeva e ocorre em duas datas — de 19 a 22 de novembro e de 4 a 6 de dezembro. (Da Redação, com Estadão Conteúdo e Redação)

Comentários