Turismo

Feriadão na praia ou na montanha?

Confira três sugestões para curtir a Páscoa no Estado de São Paulo
Feriadão na praia ou na montanha?
Pico Tira Chapeu fica na Serra da Bocaina. Crédito da foto: Divulgação

Não importa para onde; o que interessa é viajar, curtir a Páscoa com a família — ou sozinho –, descansar e se aventurar. Viagem & Turismo apresenta três destinos voltados ao ecoturismo no Estado de São Paulo. Confira:

Esportes náuticos no interior

A 150 quilômetros de Sorocaba, Bragança Paulista é sugestão para quem curte esportes náuticos no clima de interior. Localizada à beira da represa Jaguarí-Jacareí, a Marina Confiança oferece passeios de lanchas e visitas a cachoeiras com direito a mergulho. Quem preferir pode levar embarcação ou jet ski. No local há também um píer para pesca-esportiva e um complexo de piscinas aquecidas e com toboágua.

Leia mais  Passeios de dar água na boca

 

Para o feriadão, a Marina programou atividades típicas da Páscoa, como caça aos ovos, festa do Coelhinho e oficinas de artes com confecção do boneco Judas e chocolate. Para os adultos, a diversão é musical, na sexta-feira e no sábado haverá shows. Informações no site da Marina Confiança.

Feriado no litoral norte

Feriadão na praia ou na montanha?
Crédito da foto: Divulgação

Se a ideia é passar o feriado no litoral norte paulista, Ubatuba está entre as opções. Conhecida pela diversidade de praias e belezas naturais, a cidade também oferece hospedagem para todos os estilos e bolsos. O Ubatuba Palace, no centro da cidade, tem como diferencial a proximidade ao agito urbano e o fácil acesso a todas as praias. A estrutura inclui dois restaurantes e bar na piscina. Para quem gosta pedalar pela orla, o hotel disponibiliza bikes gratuitas. Estão programadas atividades para a criançada e jantares com música ao vivo.

Roteiro nas alturas

O Caminho da Bocaina — próximo à divisa com o Rio de Janeiro — é outra opção de passeio para quem quer aventura. Este roteiro é uma travessia pelos rincões desconhecidos, sertões pouco desbravados e imensidões sem a presença humana. O roteiro possui 93 quilômetros de extensão, integrando as cidades do Vale Histórico e passando pelos municípios de Silveiras, Areias, São José do Barreiro e Arapeí, terminando em Bananal, no extremo paulista, sem passar pelos centros “urbanos”. Seu trajeto é totalmente na montanha, com muitos visuais, cruzando florestas, pequenas propriedades rurais e cachoeiras e requer muito preparo físico dos participantes. Muitos fazem este roteiro para se preparar para o Caminho de Santiago, na Espanha. Agências especializadas em ecoturismo oferecem pacotes especiais para a Serra da Bocaina. (Da Redação)

Comentários