Turismo

Boas ondas e muita diversão

Além de abrigar a elite mundial do surfe, Brasil tem vários destinos paradisíacos
Boas ondas e muita diversão
Fernando de Noronha é o destino dos sonhos dos surfistas de nível avançado. Crédito da foto: Divulgação

A realização em Saquarema (RJ) da 5ª entre as 11 etapas do campeonato mundial de surfe 2019, no mês de junho, reforça a importância do Brasil no cenário internacional do esporte. Afinal, alguns dos maiores nomes do esporte são brasileiros, caso do bicampeão mundial Gabriel Medina e Adriano de Souza, o “Mineirinho”.

São cerca de oito mil quilômetros de litoral com praias que atendem os anseios tanto de iniciantes como de veteranos do surfe. O litoral potiguar, por exemplo, é um celeiro de surfistas, principalmente na badalada Pipa e na vizinha Baia Formosa com suas exuberantes falésias e a visita de muitos golfinhos.

Leia mais  Gabriel Medina é bicampeão mundial de surfe

 

Se a subida das marés faz a alegria dos que se aventuram no mar em praias de fundos de areia, pedras ou recifes de corais, fora das ondas a costa brasileira exibe paisagens para todas as tribos que amam o surfe. Fernando de Noronha (PE) é o destino dos sonhos dos surfistas de nível avançado e dos turistas que buscam praias paradisíacas. O santuário brasileiro de vida marinha e mergulho é considerado Patrimônio Natural Mundial da Unesco. Ainda em Pernambuco, Maracaípe, na região metropolitana do Recife, é outro destino que associa o surfe com passeios inesquecíveis de jangada e mergulho nas piscinas naturais da vizinha Porto de Galinhas.

Mata de São João (BA) já é famosa entre os surfistas pela Praia do Forte e suas ondas com fundo de coral. Nas areias da praia, os projetos Tamar e Baleia Jubarte merecem uma visita. Também ao norte de Salvador, Itacimirim, na Estrada do Coco, movimenta o verão com suas grandes ondas.

Nos mares do Sudeste e Sul

Boas ondas e muita diversão
Saquarema, no Rio, vai sediar etapas do campeonato mundial de surfe. Crédito da foto: Divulgação

No Sudeste, Linhares (ES) é famosa tanto pelas mais de 60 lagoas como pelas grandes ondas da praia de Regência. Na cidade do Rio de Janeiro, a Prainha, no Recreio dos Bandeirantes é a mais disputada entre os surfistas e Saquarema, na Região dos Lagos, sediará a etapa Brasil do mundial de surf entre os dias 20 e 28 de junho. As ondas fortes do mar agitado da Praia do Tombo, no Guarujá (SP) são ideais para quem surfa no litoral norte paulista que conta com dezenas de praias, a partir de Santos, considerada o berço nacional desse esporte. São Sebastião, Maresias, Ubatuba e Itamambuca estão entre as mais frequentadas pelos surfistas.

Florianópolis (SC) tem a praia da Joaquina como um ícone do surfe brasileiro. Já o sandboard é a opção de surfar nas dunas de areia que circundam a praia. As praias Mole e do Campeche também estão entre as favoritas da ilha. Na lista catarinense dos destinos de surfe, Garopaba e Ferrugem são famosas pelas grandes ondas e longas noitadas. Em Imbituba, ainda em Santa Catarina, as praias do Rosa e Guarda do Embaú são points dos surfistas. As baleias-franca costumam visitar a região. Já Torres (RS) tem a Praia dos Molhes como o destino dos surfistas mais ao sul do Brasil. No local os turistas também podem avistar lobos e leões-marinhos. (Da Redação, com informações do Ministério do Turismo)

Comentários

CLASSICRUZEIRO