Motor

VW Gol GTi comemora 30 anos

O Gol GTi chegaria, primeiramente em edição limitada, para ocupar o topo dessa família esportiva
VW Gol GTi comemora 30 anos
O Volkswagen Gol GTi foi apresentado ao público no Salão do Automóvel de São Paulo de 1988. Crédito da foto: Divulgação

Uma das maiores novidades expostas no Salão Internacional do Automóvel de 1988 trazia o símbolo da Volkswagen e a letra “i” adicionada à já célebre sigla GT representando a tecnologia que fazia sua estreia no esportivo. A injeção eletrônica de combustível. Primeiro automóvel brasileiro a utilizar um sistema “inteligente” de controle de alimentação e ignição, o Gol GTi representou um marco histórico na indústria nacional. A Volkswagen já era consagrada por esportivos como o Gol GTS e o Passat GTS Pointer.

O Gol GTi chegaria, primeiramente em edição limitada, para ocupar o topo dessa família esportiva. Seu lançamento ocorreu em janeiro do ano seguinte. O Gol GTi foi a principal atração no estande da Volkswagen no Salão de 1988 e um dos carros mais importantes do evento. No motor quatro-cilindros de 2 litros o carburador dava lugar ao sistema LE-Jetronic, o que trouxe ao mercado brasileiro uma nova realidade em termos de desempenho, economia de combustível e prazer ao dirigir. O motor desenvolvia potência de 120 cv a 5.600 rpm, com torque máximo de 180 Nm (18,4 kgfm) a 3.200 rpm. A velocidade máxima do Gol GTi era de 185 km/h, acelerando de 0 a 100 km/h em 8,8 segundos. O Gol GTi era pintado na cor exclusiva Azul Mônaco, perolizada.

Comentários