Mix

Promessas para 2020: consumindo menos e melhor

Dicas para consumir menos e fazer compras com maior qualidade

O consumismo desenfreado gera impactos negativos ao meio ambiente, e isso não é novidade para ninguém. E isso acontece porque as pessoas compram tudo o que veem e não apenas produtos de alta qualidade, feito por empresas preocupadas com o futuro do planeta.

Muitas ONGs e empresas pelo mundo vêm criando movimentos e dando dicas para o consumo consciente. Para ilustrar o que queremos dizer, vamos citar dois movimentos que surgiram nos últimos anos e estão em alta: o minimalismo e o slow movement.

Ambos visam mostrar como ter menos é melhor e como é possível aproveitar mais o nosso tempo consumindo menos. O significado na felicidade não está quantidade, e sim na qualidade do que nós temos.

Minimalismo

O minimalismo é uma corrente de ideias que consiste em viver com menos e melhores coisas. Esse movimento ficou bastante conhecido após o lançamento de um documentário sobre o tema na Netflix.

Esse conceito consiste em ter menos para ser mais feliz. Quando falamos do movimento em relação ao consumo de objetos no geral, nos referimos à redução daquilo que temos. Um dos métodos que ficaram conhecidos com o minimalismo, por exemplo, foi o Armário Cápsula.

Leia mais  O doce e irresistível sabor da Páscoa

Em um armário minimalista, a pessoa teria apenas algumas peças de cada roupa necessária para as diferentes situações do dia a dia. Isso levaria à diminuição do consumo de roupas e, claro, no aumento da qualidade das mesmas.

Assim, em vez de ter cinco casacos, você pode comprar ou ficar com apenas dois, um mais leve e outro mais grosso, por exemplo.

Slow Movement

O Slow Movement é um movimento parecido com o minimalismo. Ele nos incentiva a parar de correr contra o tempo. Hoje em dia, nós sentimos que falta tempo para realizar tudo o que precisamos fazer, não é mesmo?

Esse conceito visa diminuir o nosso ritmo diário. E isso se faz por meio da diminuição das tarefas e da diminuição do consumo. Por que precisamos comprar um monte de coisas? Às vezes, necessitamos de apenas uma ou duas peças. Logo, por que não desacelerar o consumo?

Leia mais  Mariano, que faz dupla com Munhoz, está com coronavírus

Como reciclar e reutilizar roupas e outros objetos?

Depois de falarmos sobre movimentos que visam diminuir o consumismo, agora é hora de dar dicas práticas para que você possa reciclar e reutilizar tudo o que você tem. Confira as nossas dicas abaixo:

Reutilização e customização de roupas

Já existem muitos vídeos na internet que ensinam as pessoas a customizarem e reutilizarem suas próprias roupas. Dessa forma, você pode aproveitar tecidos, retalhos e até mesmo alguns objetos como botões para enfeitar suas roupas, por exemplo.

A compra de roupas e acessórios são uns dos principais motivos do consumismo desenfreado. Com isso, você pode acabar acumulando muita roupa de péssima qualidade em seu armário. Por isso, busque por roupas de qualidade, reutilize e customize peças antigas para fazer uma boa mesclagem e ter mais opções.

Seja fiel ao seu orçamento

Uma boa maneira de diminuir o consumismo é ser fiel ao seu orçamento. Sabemos que, no início, isso pode parecer difícil, mas, com o tempo, você conseguirá colocar seus gastos no eixo e controlar a vontade de consumir.

Leia mais  Faixa de pedestres de disco dos Beatles é repintada durante quarentena

A nossa dica é que você comece anotando tudo o que você gasta. Assim, você pode descobrir para onde está indo seu dinheiro. Dessa forma, pode adotar novas opções para consumo, reutilizar objetos e buscar criar novos hábitos para controlar seus gastos e consumir menos.

Prefira consumir produtos de empresas sustentáveis

Outra dica é optar por produtos de alta qualidade fabricados por empresas que se preocupam com a sustentabilidade. Essas marcas costumam apostar na tecnologia para criar produtos de qualidade, mais duráveis e resistentes.

Elas também têm como característica, a utilização de matérias-primas renováveis e a confecção de produtos biodegradáveis. Assim, além de diminuir o consumismo, você também estará ajudando a diminuir o seu impacto negativo ao meio ambiente.

Comentários