Mix

Como adequar o ambiente para receber os pets

Manter os pets em um ambiente tranquilo, sem barulho excessivo faz com que fiquem mais calmos
Como adequar o ambiente para receber os pets
Para que os cães fiquem calmos, o ambiente deve ser tranquilo. Crédito da foto: Pixabay

Morar em apartamento não pode ser um impedimento para ter um animal de estimação. Mas nem sempre é fácil adaptar o ambiente para garantir maior conforto ao pet, especialmente para aqueles mais agitados ou de porte maior. O médico veterinário Rodrigo Monteiro afirma esta questão é um pouco mais urgente quando se trata dos gatinhos“ ‘O enriquecimento ambiental é muito mais importante para os gatos do que para os cães, uma vez que os mesmos são capazes de se adaptar muito bem a muitas condições adversas, o que não ocorre com os gatos’, pontua.

No entanto, manter o animal em um ambiente tranquilo, sem barulho excessivo faz com que os cães fiquem mais calmos. ‘Em lares onde os tutores são mais agitados e nervosos, os cães também adquirem estas características marcantes’, explica.

Leia mais  Exposição leva público ao universo dos insetos

Sobre acessórios, Rodrigo diz que os brinquedos são a melhor pedida. ‘Eles podem ajudar na distração dos cães em casa, no entanto deve-se tomar muito cuidado na escolha dos mesmos’, alerta. “Brinquedos que podem soltar fragmentos ou outras substâncias não são indicados, uma vez que o animal poderá ingerir quaisquer resquícios que se destacarem doa brinquedos”, completa.

Como adequar o ambiente para receber os pets
Os gatinhos precisam de mais distração em ambientes internos. Crédito da foto: Pixabay

Em termos de decoração, uma simples busca na internet oferece muitas dicas para possíveis medidas de segurança com seus bichinhos, para que eles não se coloquem em risco (nem destruam seu apartamento). Ele cita pelos menos duas dicas que podem ser importantes, como manter o sofá limpo para evitar que o pet possa ingerir algo que faça mal para ele. Outra dica importante é analisar quais objetos estão no alcance do pet — especialmente se ele não for de pequeno porte — , já que, curiosos, os bichinhos podem sair por aí buscando algo que não lhes pertence e gerar uma dor de cabeça para o tutor. (Fonte: Portal Melhores Amigos)

Comentários

CLASSICRUZEIRO