Buscar no Cruzeiro

Buscar

Bichos

No inverno, tutores devem ficar mais atentos aos pets

Com as temperaturas baixas, abrigo quente e seco é fundamental

10 de Julho de 2021 às 00:01
Da Redação [email protected]
A vacinação em dia ajuda a evitar doenças de inverno nos pets.
A vacinação em dia ajuda a evitar doenças de inverno nos pets. (Crédito: DIVULGAÇÃO)

Pois é, como acontece todo ano, as baixas temperaturas chegaram. Para quem tem pet em casa, vale a pena tomar alguns cuidados que garantem o bem-estar dos nossos amigos. A dica vale para todos, mas principalmente para alguns grupos de animais, como cães e gatos de idade mais avançada, filhotes e raças de pelo curto.

Um dos principais cuidados é checar o local onde o animal costuma dormir. Se o animal costuma dormir em área aberta, como um quintal ou varanda, vale a pena checar se não há correntes de ar muito intensas no local, e umidade concentrada na casinha do pet, ou nas paredes próximas a sua cama.

Em dias muito frios, convém avaliar se o seu bichinho não se sente mais confortável com uma roupa própria para seu tamanho e raça. Caso ele não goste do agasalho, deixe uma mantinha separada para ele, também. Mas, idealmente, leve o animal para um ambiente protegido do frio.

Esse cuidado também vale para animais como pequenos pássaros populares nas casas brasileiras, como o canarinho. De praxe, é importante que esses animais não fiquem expostos a correntes de vento. Principalmente ao escurecer, leve a gaiola para um abrigo longe de vento e chuva. Isso também o protege de possíveis predadores.

A pelagem também é um item importante. Se alguns pets têm uma boa camada de pelo que protege de temperaturas mais baixas, outros não. Raças de cão como pinscher, boxer, o galgo italiano, ou gatos como o sphinx, e o siamês, estão menos protegidos. “Os bichinhos vão aparentar sentir frio assim como os seres humanos. Se ele está em casa, sem motivo para sentir medo, mas está frio e ele treme, provavelmente é a hora de avaliar um bom casaco para o animal, ou tirá-lo do tempo aberto”, comenta o médico-veterinário Carlos David Castro.

De acordo com o veterinário, convém checar no período de inverno a carteira de vacinação do animal, pois nesse período é maior a incidência de variedades de vírus que afetam o sistema respiratório, com aquele da gripe canina.

“Outra dica que muitas vezes não aparece na lista de principais cuidados é: se você tem carro, fique atento aos animais que sobem no pneu do automóvel estacionado, ou em outras áreas nas quais ele pode se embrenhar procurando um local aquecido para dormir. Antes de dar a partida no motor, cheque seu automóvel. Esse tipo de situação pode causar acidentes bastante sérios”.

Jamais deixe de dar carinho e prestar atenção no seu pet! Cada animal tem uma resistência diferente a temperaturas mais baixas, e quadros de hipotermia podem causar danos à saúde e ao bem-estar do seu melhor amigo. (Da Redação com Portal Melhores Amigos)