Buscar no Cruzeiro

Buscar

Bichos

Exercícios físicos garantem mais saúde para os cães

Prática deve ser regular e feita durante toda a vida do animal

08 de Maio de 2021 às 00:01
Cruzeiro do Sul [email protected]
Melhora de sintomas de ansiedade e do comportamento também são benefícios.
Melhora de sintomas de ansiedade e do comportamento também são benefícios. (Crédito: PIXBAY.COM)

A criação de um cachorro requer comprometimento com a rotina, nutrição, hidratação, idas ao veterinário e garantia de conforto. Além de cumprir todas estas necessidades essenciais, o bem-estar do animal depende também do quanto ele se exercita.

Não importa a raça, o porte e a idade. Todos os cachorros devem se exercitar desde filhotes até a velhice, explica a médica-veterinária Bruna Guerbas. “Exercícios físicos constantes mantém o cachorro saudável e flexível, reduz problemas comportamentais e sintomas relacionados à ansiedade. Além disso, previne doenças como obesidade e problemas cardíacos”.

Para garantir resultados e a saúde do animal, a prática de exercícios físicos devem ser regulares, e a melhor forma de fazer isso é ter uma rotina de passeios. “O ideal é passear com o cachorro no mínimo duas vezes ao dia e, em cada passeio, no mínimo por 30 minutos. Se seu cão tem o hábito de fazer as necessidades na rua, este período não deve ser considerado como caminhada” acrescenta.

Antes de iniciar qualquer atividade diferente da rotina habitual, é importante levar o cachorro ao veterinário para um check up e orientações sobre as condições físicas atuais. “É possível que haja alguma recomendação específica, principalmente se ele já tem alguma doença prévia, principalmente cardiopatias, ou se há muito tempo não faz uma avaliação criteriosa”, acrescenta Guerbas.

Hoje não deu para passear, e aí?

Às vezes não dá. Imprevistos podem acontecer e aquele passeio marcado vai ter que ser cancelado. No entanto, isso não quer dizer que os exercícios com o cachorro também devem ser cancelados. É possível exercitar a mente e o corpo do seu melhor amigo em ambientes fechados.

Use a criatividade. Dá para montar pequenos circuitos com obstáculos em casa e estimular o cachorro a subir e descer dos lugares. Um bambolê ou cabo de vassoura, por exemplo, também podem ser opções para dificultar a brincadeira. O bom e velho pega-pega não falha. A brincadeira é um dos exercícios para cães que garante a felicidade canina e ainda gasta bastante calorias. “Se tiver um ambiente seguro com escada, dá para aumentar ainda mais o gasto calórico na atividade. A opção é ótima, pois envolve músculos diferentes daqueles usados ??em uma caminhada ou corrida regular e adicionam um nível extra de dificuldade. É importante lembrar que o tipo de piso pode agravar problemas articulares ou até mesmo traumas acidentais. Pisos com aderência, grama, sempre serão mais seguros para o animal, principalmente se seu animal possui alguma restrição, como alterações do sistema locomotor” recomenda a veterinária.

O importante é manter o animal ativo e, quando não der para cumprir a rotina, buscar alguma substituição ou não desanimar e perder a frequência. Cachorros gostam de rotina e ela é fundamental para manter a saúde física e mental do seu melhor amigo. (Portal Melhores Amigos)