Cruzeirinho

Um vocabulário ‘mó chique’

Alunos da escola Lea Edy Alonso Saliba de divertem e aprendem com as palavras e expressões que só nós, sorocabanos, falamos
Um vocabulário ‘mó chique’
Num grande painel, as crianças colocaram as palavras que descobriram e o significado escondido logo embaixo. Crédito da foto: Emidio Marques

“Castele, tinha mó renca lá”. “Xé, duvido, acho que todo mundo saiu vazado”. “Que nada, só quando tava chovendinho, porque aí tava mó friage”. Em outra cidade, muitas pessoas certamente teriam dificuldade em compreender um diálogo assim.

Mas, em Sorocaba, isso não é lá um grande desafio. Menos ainda para os alunos dos quintos anos da escola municipal Lea Edy Alonso Saliba, que fica no Jardim Marcelo Augusto. Em agosto, como parte da celebração pelo aniversário de 364 anos de Sorocaba, eles participaram de um projeto chamado “Sorocabulário”: pesquisaram uma série de palavras que nós, sorocabanos, usamos no dia a dia e montaram um painel, com todos os significados.

O projeto foi ideia das professoras Mariana Gurres e Thaís Rodrigues de Brito. Mariana havia feito algo parecido no ano passado, mas em menor proporção. Em 2018, com a ajuda de Thaís e dos 52 alunos, conseguiu que todos, juntos, reunissem muitas palavras e expressões típicas da cidade.

“E ficou bem legal, porque a gente colocou as palavras e os alunos precisavam puxar para ver o significado embaixo, o que dá até uma sensação de suspense”, diz Mariana. “É interessante porque há muitas palavras que eles mesmo usavam bastante e nem se davam conta. Depois fica até aquela coisa saudável de ver quem conhece mais palavras e significados”, completa Thaís.

Descoberta

As professoras, entre outros materiais de apoio, tiveram como principal base alguns vídeos do humorista votorantinense Daniel Murillo. Nas produções, boa parte divulgadas pelo Facebook, o rapaz costuma brincar com o fato de os sorocabanos usarem várias expressões diferentes nas conversas do cotidiano.

Um vocabulário ‘mó chique’
O trabalho foi de muita pesquisa sobre o que se fala só por aqui e, principalmente, o que essas expressões significam. Crédito da foto: Emidio Marques

A conversa fictícia do início deste texto, por exemplo, significaria basicamente que muitas pessoas estariam em um determinado lugar, mas tiveram de ir embora por causa da chuva e do frio. “Além de o projeto ter ficado bastante interessante e ter deixado os alunos em êxtase, a gente aproveitou para mostrar o uso consciente da internet, com foco na aprendizagem”, afirma Thaís.

E, realmente, a alegria citada por Thaís é confirmada pela criançada. Ryan Andrade de Oliveira, de 10 anos, definiu o trabalho como um motivo de orgulho para as duas classes envolvidas no projeto. “Me surpreendeu muito como a gente adquiriu as informações, pelos vídeos”, lembra.

O colega Cauê Barbosa, 10, conta que não conhecia praticamente nenhuma das palavras antes. Uma delas, aliás, ele não quer usar de jeito nenhum, especialmente ao pensar que precisa acordar cedo para ir à escola. “Uma das palavras que aprendi é ‘rodei’, que significa acordar atrasado. Eu não conhecia, mas uma vez eu ‘rodei’ e quase não cheguei a tempo na aula”, recorda, sorridente.

O “Sorocabulário”, para Livia Cristina Souza Fernandes, 11, foi uma possibilidade de dar boas risadas. “Foi muito legal. A gente interage, ri, todo mundo ficou olhando quando a gente montou o mural no pátio. E, em casa, quando eu contei para a minha mãe, ela riu comigo”, diz.

As gargalhadas também foram garantidas para Maria Luiza Firmino, 11. “Enquanto estava pesquisando, tive que assistir o vídeo mais de uma vez. É bem engraçado”, garante.

O vídeo mais acessado de Daniel Murillo, com mais de 58 mil visualizações e que fala do dialeto sorocabano, pode ser visto no link.

Confira algumas expressões usadas pelos sorocabanos:

Morgano = desatento
Mó chique = muito legal
Dar trela = dar atenção
Relampiano = relampejando
Manjando = sabendo
Quaiá o bico = dar risada
Tomar um ergue = levar bronca
Capote = tombo
Orná = combinar
Pórva = sem graça

Leia mais  As crianças também têm direitos e deveres
Comentários