Cruzeirinho

Um livro para todas as infâncias

Um livro para todas as infâncias
Crédito da foto: Divulgação

Vanessa Marconato Negrão

O tempo é soberano, o tic-tac do relógio não para, tem dias que as horas escorrem por entre os dedos das mãos, não adianta tentar segurar. Meu filho João, quando era mais novo, acordava antes do sol nascer, e quando o avisávamos que ainda era muito cedo ele retrucava sem hesitar: “Não, não é muito cedo não, o sol é que está atrasado”. E se punha a começar o dia na marra, tentando abrir as janelas e pedindo para tomar o café da manhã.

Lembrei disso quando li esse livro. No quanto a passagem do tempo é intrigante para as crianças pequenas, no quanto meus alunos ficam fascinados enquanto eu ordeno numa sequência tudo o que vamos fazer numa tarde.

O dia sempre vira noite, e a noite sempre vira dia. Disso nós temos certeza — mas um infinito de coisas acontece entre esses eventos. Uma árvore, por exemplo, já foi uma semente, um desenho já foi um rabisco, uma coisa se transforma em outra e mantêm, assim o curso de nossas vidas.

Em “Noite vira dia” o premiado artista Richard McGuire nos leva a acompanhar este ciclo, com poucas palavras e ilustrações vibrantes. Richard é bom em muitas outras coisas além de criar livros infantis: ele é quadrinista, designer gráfico e músico. Seu livro mais famoso é “Aqui”, um romance gráfico que foi lido por milhares de pessoas e reconhecido no mundo todo.

Leia mais  A origem do seu gatinho

Um livro que os pequeninos na faixa dos dois anos vão amar, mas que deve também encantar todas as pessoas que guardam a infância dentro de si. Publicado pela Companhia das Letrinhas.

Vanessa Marconato Negrão é professora e apaixonada por literatura infantil.

Comentários