Cruzeirinho

Todo dia é dia de preservar a vida selvagem

Dia Mundial da Vida Selvagem, em 3 de março, chama a atenção para os cuidados com a natureza
Todo dia é dia de preservar a vida selvagem
Diferente do que muitos pensam, o zoológico possui um papel fundamental na conservação da biodiversidade. Crédito da foto: Fábio Rogério (23/2/2021)

Livres, selvagens e na natureza. Você já imaginou como deve ser a vida na selva? Longe dos ambientes urbanos, os animais selvagens seguem seus instintos, caçam sua comida e brincam com seus companheiros. Mas para que a bicharada viva livre, leve e solta na floresta, precisamos cuidar e preservar o meio ambiente. Pensando nisso, todo ano celebramos o Dia Mundial da Vida Selvagem, comemorado no dia 3 de março. Criada em 2013 pelas Nações Unidas, a data tem como objetivo conscientizar as pessoas sobre a importância de cuidar da natureza.

Os animais silvestres, como são chamados os bichos que vivem na selva, são importantíssimos para a conservação da natureza. Isso porque eles são responsáveis por diversos aspectos que ajudam a manter o meio ambiente equilibrado e saudável para todos. Portanto, quando dizemos que é preciso salvar um animal em extinção, como o mico-leão-dourado, por exemplo, também estamos dizendo que é preciso salvar e conservar um bioma, um ecossistema, uma área, enfim, tudo que há na região onde essa espécie vive. É o que explica o médico-veterinário do Parque Zoológico Municipal Quinzinho de Barros (PZMQB), André Luiz Mota da Costa.

Todo dia é dia de preservar a vida selvagem
André Luiz Mota da Costa é o médico-veterinário do Quinzinho. Crédito da foto: Fábio Rogério (23/2/2021)

“A partir dessas espécies, chamadas de guarda-chuva, é possível preservar a fauna e a flora de um determinado local”, conta o médico-veterinário. E diferente do que muitos pensam, o zoológico possui um papel fundamental na conservação da biodiversidade, afirma André. Afinal, todos os indivíduos que vivem no Quinzinho foram resgatados da natureza, vítimas de atropelamentos, queimadas, inundações e até por perderem os pais. No zoo, os animais recebem vários cuidados, o que inclui alimentação balanceada, bem-estar animal, assistência veterinária e atividades de enriquecimento ambiental.

Leia mais  A origem do seu gatinho
Todo dia é dia de preservar a vida selvagem
Crédito da foto: Fábio Rogério (23/2/2021)

Com isso, a equipe do zoológico consegue manter um ambiente mais natural possível para os bichos, dentro dos limites dos cuidados humanos, para que eles consigam reproduzir e contribuir com a preservação da vida selvagem e da natureza. “O zoo funciona como um centro de reabilitação, onde os animais se desenvolvem fisicamente e psicologicamente para um dia voltar para a natureza ou ainda fornecer filhotes para repovoar determinadas áreas”. Inclusive, aponta André, o zoo já participou de projetos de reintrodução de animais em regiões degradadas, contribuindo com a biodiversidade do local. Um exemplo disso é o casal de antas, que foi doado para uma área do Rio de Janeiro.

Todo dia é dia de preservar a vida selvagem
Pedro Gabriel Arantes de Godoy, de 5 anos. Crédito da foto: Fábio Rogério (23/2/2021)

Os irmãos Luan André Arantes de Godoy, de 8 anos, e Pedro Gabriel Arantes de Godoy, de 5 anos, adoram passear pelo zoológico para observar e aprender mais sobre os bichos. Os dois até filmam e fotografam os animais pelo celular da mãe. “A gente filmou o pica-pau comendo”, contam. Apesar dos animais gostarem de viver livres, na selva, os meninos acreditam que os bichos são bem tratados no zoológico. “Eles recebem comidas, como mato, frutas, verduras e carne. Eles também recebem água, carinho e um lugar pra viver”, diz Pedro. Gustavo concorda: “O zoo é um lugar bem bonito. Se eu fosse um animal, eu ia querer morar aqui, mas queria ficar solto”, frisa Pedro.

Leia mais  A paz como inspiração
Todo dia é dia de preservar a vida selvagem
Luan André Arantes de Godoy, de 8 anos. Crédito da foto: Fábio Rogério (23/2/2021)

De acordo com os irmãos, é muito importante cuidar do lugar em que os animais vivem. E para proteger a natureza, eles dizem que os seres humanos precisam deixar de fazer muitas coisas. Entre elas, os dois destacam jogar lixo no chão, cortar árvores e queimar as florestas. “Temos que tratar bem os animais. Eles são importantes para o planeta porque foi Deus que criou eles”, afirma Pedro.

Todo dia é dia de preservar a vida selvagem
Miguel Nunes Vieira, de 6 anos. Crédito da foto: Fábio Rogério (23/2/2021)

O Miguel Nunes Vieira, de 6 anos, também gosta de animais e diz que seu preferido é o elefante. Porém, como não tem elefantes pelas ruas de Sorocaba, ele conta que quando quer ver um elefante tem que ir até o zoológico. “Eles vivem na selva, mas no zoológico são bem cuidados”. Miguel diz que a selva é para os bichos e não para os seres humanos. “Um leão vindo do nada querendo me comer seria muito perigoso”, imagina. E para que os animais continuem sendo selvagens e vivendo na natureza, o pequeno diz ser muito importante cuidar do meio ambiente. “Não pode derrubar as árvores, nem queimar e matar a floresta. Tem que ser amigo dos animais”, reforça.

Leia mais  Gaturamo-rei
Todo dia é dia de preservar a vida selvagem
Crédito da foto: Fábio Rogério (23/2/2021)

Sendo assim, André destaca que a preservação da vida selvagem precisa acontecer todos os dias, assim como ocorre no zoo. “É importante que as pessoas, sejam crianças, adultos ou idosos, entendam a importância dos animais para a conservação do planeta como um todo”. Isso porque, completa, quando se fala em conservação da vida selvagem, esse cuidado é necessário não só para preservar os animais, mas também a vida na Terra. “A preservação da vida selvagem é fundamental para a própria sobrevivência e subsistência da espécie humana. Com as destruições de habitats e áreas Dia Mundial da Vida Selvagem, em 3 de março, chama a atenção para os cuidados com a naturezanaturais, logo, nós é que não sobreviveremos nesse planeta”, alerta. E você, tem preservado o planeta? (Jéssica Nascimento)

Comentários