Buscar no Cruzeiro

Buscar

Formaturas diferentes encerram um ano de aprendizado para toda a vida

20 de Dezembro de 2020 às 00:01
Jéssica Nascimento [email protected]

Formaturas diferentes encerram um ano de aprendizado para toda a vida Giovanna Sthefany Marques Diogo, do Colégio Anglo. Crédito da foto: Cortesia

Depois de viver um ano letivo inédito, a cerimônia de colação de grau foi um dos momentos mais esperados por alunos e professores, principalmente para comemorar os novos aprendizados e as dificuldades enfrentadas durante este 2020 atípico. Mas, em meio a pandemia do novo coronavírus, as escolas precisaram se reinventar para realizar a festa de formatura de seus alunos. Diferente dos últimos anos, os eventos passaram a ser on-line ou em formato drive-thru. Essas foram as soluções encontradas para celebrar o encerramento de mais um ciclo da vida dos estudantes.

Uma das escolas que adotaram esse novo formato de formatura foi o Colégio Politécnico. As crianças que concluíram a etapa da educação infantil foram para a festa de carro, junto com os pais e familiares, e pegaram o diploma sem sair do veículo. É o que conta a Maria Luiza Leitão Pereira, de 5 anos. “Por causa da pandemia foi diferente, mas eu achei legal mesmo assim”. A pequena levou o pai, a mãe e o irmão para assistir sua colação de grau. “A gente ficou no carro, tirou foto. Peguei o certificado. Depois da formatura, a gente fez um churrasco para comemorar”.

Formaturas diferentes encerram um ano de aprendizado para toda a vida Maria Luiza Leitão Pereira colou grau dentro do carro. Crédito da foto: Cortesia

Além disso, Maria Luiza viu os professores, que estavam fantasiados, e os amigos de classe. “Foi bem animada a formatura. Eu ganhei uma lembrancinha, fotos dos meus amigos comigo, um livrinho de atividades e doces”. Essa foi a primeira formatura de Maria Luiza. “Eu achei importante por causa que agora vou mudar de série e de prédio. Na escola antiga foi legal, fiz amigos, brinquei bastante, me diverti e aprendi bastante coisa”, conta ao destacar que em 2021 vai ingressar no primeiro ano do ensino fundamental. “Agora eu vou para a escola do meu irmão. Tô super animada e ansiosa para mudar de série, vou aprender mais ainda. Eu não gosto da escola, eu amo. Ano que vem estou torcendo pra voltar a ir pra escola todo dia”, frisa.

O Rafael Hermenegildo Rodrigues, de 6 anos, se formou junto com Maria Luiza. Para ele, a festa de formatura foi muito legal. “Eu fui com a minha mãe de carro. Eu fiquei dentro do carro e o professor veio falar com a gente. Eles fizeram uma festa. O tio Joel estava com fantasia de dinossauro. Eu peguei o meu diploma. Foi a minha primeira formatura. A gente tirou foto, coloquei a cabeça em um quadro. Eu gostei muito”, conta ao destacar que está ansioso para começar o primeiro ano junto com toda a sala.

Formaturas diferentes encerram um ano de aprendizado para toda a vida Rafael Hermenegildo Rodrigues, aluno do Politécnico. Crédito da foto: Cortesia

Agora, Rafael não vê a hora de voltar para a escola. “Online é muito ruim. Eu prefiro ir na escola. Eu vou mudar de escola, vou para o primeiro ano agora. Vou aprender muitas coisas legais. Na escola antiga eu aprendi bastante coisa, escrevi, desenhei, pintei e me diverti muito. Fiz bastante amigos”, conta. Segundo Rafael, a formatura é muito importante. “A gente vai crescendo e tem que mudar de ano para aprender mais ainda. Na próxima formatura eu vou estar mais inteligente ainda e vou lembrar dessa, porque foi muito legal. Vou guardar as fotos pra sempre, no meu livro de recordações”, promete.

O Colégio Anglo também realizou uma festa especial para celebrar a passagem de ano de seus alunos. Para Giovanna Sthefany Marques Diogo, de 11 anos, que concluiu o ensino fundamental I, a formatura foi emocionante. “Foi muito legal e inesquecível. Tive a oportunidade de fazer a formatura no modelo drive-in. Consegui ver meus professores e amigos, antes estávamos nos vendo só pelas aulas online. Também conheci os novos professores que vou ter no 6º ano”, conta ao dizer que está ansiosa para as aulas do ensino fundamental II. “Quero ver meus amigos. Estou rezando muito para que as aulas sejam presenciais”.

Durante a festa, Giovanna conta que todo mundo ficou dentro do carro. “Foi igual antigamente quando tinha cinema dentro do carro. Ficamos assistindo pelo telão. Aí todo mundo ficava dando tchau para os outros carros. Teve teatro, quiz on-line e homenagem para os professores. Eles ficaram emocionados. Os carros buzinavam, davam farol, ligavam o pisca-alerta. Foi muito legal e bem animado. Nunca tinha imaginado viver isso na vida, vou guardar pra sempre na memória”. Giovanna até chorou de emoção: “Os professores foram agradecer em cada carro, agradeci a eles por tudo que fizeram por mim, me emocionei e chorei muito de alegria”.

Formaturas diferentes encerram um ano de aprendizado para toda a vida Mario Sérgio Ferreira Neto apareceu no telão na formatura. Crédito da foto: Cortesia

O Mario Sérgio Ferreira Neto, de 11 anos, se formou junto com Giovanna. No carro, o menino levou o pai, a mãe, a prima, o avô e a avó para assistir a festa de colação de grau. “Eles amaram, foi emocionante. Eu achei muito legal. Fiquei feliz porque meus familiares foram na minha formatura. A gente ficou dentro do carro, comendo pipoca. Foi tipo cinema”, conta. Mario apareceu no telão da formatura duas vezes, uma tocando piano e outra atuando em uma peça teatral. “Eu me diverti muito, mesmo”.

Essa foi a segunda formatura de Mario. “A primeira foi do ensino infantil. Dessa vez, foi uma festa cada um no seu carro. Isso vai ficar pra história. Eu nunca imaginava ter uma formatura desse jeito, nunca vou esquecer. Foi muito diferente e especial”. O estudante também ficou emocionado em rever os professores e os amigos da escola. “Fiquei muito feliz. Estava com saudade, porque não via eles pessoalmente desde março”. Antes de começar a formatura, Mario aproveitou para tirar fotos com os professores. “Alguns não vou ver mais no próximo ano. Já de despedi deles”, conta ansioso para ingressar no 6º ano em 2021. “Espero que essa nova etapa seja maravilhosa e que eu possa ver meus amigos na escola”, finaliza. (Jéssica Nascimento)