Cruzeirinho

Achimpalhissimamente

Achimpalhissimamente
Crédito da foto: Divulgação

Vanessa Marconato Negrão

“Um dia, saindo de um velho dicionário, surge a palavra achimpa. Será verbo, substantivo ou adjetivo? A resposta aparece, mas nem por isso a história chega ao fim.”

Você está entediado e quer uma distração nova? Vá achimpar! Estatelou-se na calçada? Dá próxima vez achimpe-se melhor. Dormiu de mau jeito? Está sem ideia para o aniversário do amigo? Compre um achimpa, serve de analgésico e ainda faz as vezes de um bom presente.

Você não sabe o que é achimpa? Aí está a graça. De repente, tinha uma cidade inteira usando essa palavra, seja qual fosse o tema da conversa ou o propósito da frase. Todo mundo achimpando pra todo lado, a torto e a direito.

Resolveram chamar a Dona Zulmira, afinal uma senhora de 137 anos haveria de saber o significado daquela palavra esquisita. Dona Zulmira, tadinha, explicou, explicou mas ninguém entendeu. O jeito foi chamar um investigador pra desvendar esse mistério linguístico.

Leia mais  Jogos ajudam a aprender sobre segurança

Tive a oportunidade de ouvir Catarina Sobral, autora do livro, falar de suas artes — e ela ama tanto desenhar que é possível sentir esse amor nas páginas de seus livros. Seu traço é vibrante e divertido. Tanto que já foi premiado diversas vezes, lá em Portugal, seu país de origem, e onde mais suas ilustrações chegam.

“Achimpa” é da Editora Martins Fontes e vale muito a pena conferir. Depois de ler, tenho certeza de que você vai descobrir seu próprio significado para essa palavra — e talvez até inventar outras.
Eu, como estou super achimpalhada, hoje fico por aqui, esperando a sua sugestão de uso pra achimpa — ou pra palavra nova que você pode criar.

Vanessa Marconato Negrão é professora e apaixonada por literatura infantil.

Comentários