Cruzeirinho

‘A ilha do vovô’, uma história sobre o mundo mágico dos avôs

Confira as dicas de leitura de Vanessa Marconato Negrão
Foto: Reprodução

Feliz de quem tem o privilégio de conviver com os pais dos seus pais. Essas criaturas encantadas, cujo coração está exposto e mais disponível que nunca. Vejo por mim, minha maior saudade na vida é tomar café enquanto proseava com o meu vô Orlando, perguntar a ele o nome das árvores e dos pássaros. Pescar lambari à tardinha, buscar o leite que ele tinha acabado de ordenhar. Eu não seria quem sou hoje se não fosse pela sua fala enrolada contando causos, pelo sua reverência à natureza. Pena que os avós não são eternos.

E é desses seres envoltos em tanto afeto que trata “A ilha do vovô”, um livro encantador publicado no Brasil pela Editora Salamandra. O personagem é Syd, um menino que viaja com seu avô para um lugar mágico, cuja entrada fica num velho porão. Desembarcam em uma ilha tropical, encontram uma cabana, fazem amizades com os animais e exploram cada pedacinho da floresta. É um lugar tão especial que o avô de Syd decide ficar ali para sempre. “Syd e seu avô se amam muito. E isso nunca vai mudar. Não importa quão longe possam estar um do outro.” Benji Davies foi muito feliz em sua intenção de tratar de um assunto tão delicado quanto a finitude da vida. Terminamos a história sorrindo. Eu e as crianças.

Vanessa Marconato Negrão é professora e apaixonada por literatura infantil

Comentários