Casa e Acabamento

Todo o charme da madeira

Revestir teto e paredes com painéis está em alta
Todo o charme da madeira
O projeto “Casa Grão por Starbucks At Home”, desenvolvido pelo escritório Très Arquitetura para a Casacor São Paulo 2019 utilizou acabamentos em sintonia com o conceito de um espaço intimista e moderno. Crédito da foto: Divulgação

Quem visitou a Casacor São Paulo 2019, a Hotel Design e outras mostras de decoração pelo Brasil observou o grande número de projetos que utilizam tanto os painéis de madeira em HDF, como as Lâminas Alpi, ou soluções produzidas por marcenarias, como painéis ripados, no revestimento de tetos e paredes.

A tendência se justifica em função do aconchego e da beleza que este recurso agrega aos projetos de interiores, permitindo a criação de nichos e outras soluções que integram o mobiliário. Um exemplo é o projeto “Casa Grão por Starbucks At Home”, desenvolvido pelo escritório Très Arquitetura para a Casacor São Paulo 2019.

Os acabamentos da Sayerlack e as Lâminas Alpi utilizados neste projeto estão em sintonia com o conceito criado pelas arquitetas Fernanda Tegacini, Fernanda Morais e Nathalia Mouco, de um espaço intimista e moderno, proporcionando beleza e sofisticação.

Leia mais  Treliças em telhados ganham viés estético

“Os painéis e revestimentos estão em vários de nossos projetos. Temos no DNA do escritório esse recurso! Usamos para camuflar portas e dividir espaços, por exemplo. Apostamos no desenho de marcenaria como o nosso diferencial, basicamente 90% do que criamos é baseado nessa criação”, explicam.

Todo o charme da madeira
Crédito da foto: Divulgação

Segundo elas, o aconchego da madeira é ideal para fazer contraste com materiais frios, como porcelanato, mármore e a leveza da estrutura metálica. “Além disso, apostamos também em um diferencial para uma parte que geralmente é branca (como o teto) e passa despercebida.” É importante salientar que foi desenvolvido um projeto luminotécnico para que não houvesse nenhuma intervenção e a madeira ficasse em destaque.

No entanto, elas atentam para alguns cuidados. “Nós sempre tentamos buscar um equilíbrio. Nunca usamos madeira no teto e na parede quando o piso também é de madeira, a não ser que seja uma intenção e um conceito do projeto, porque fica muito carregado e fechado.”

Leia mais  Verifique a instalação elétrica antes de comprar um imóvel

Quando o piso é frio, pode-se abusar do uso dos painéis nas paredes e também no teto. O segredo é achar um equilíbrio entre os materiais. “A madeira traz uma sensação de aconchego, mas também pode trazer uma sensação de diminuição do espaço e pouca iluminação”, alertam. Também é importante levar em consideração os outros acabamentos usados no piso, a dimensão dos ambientes, luminosidade e o conceito do projeto em si.

As profissionais salientam, ainda, a necessidade de um alinhamento da madeira com a paleta de cores e com o conceito do ambiente. “Por exemplo, em um espaço mais sóbrio e mais elegante, optamos por uma madeira mais escura, que traz esse conceito. Se o projeto é mais jovem, mais descolado, usamos por uma madeira mais clara que também combina melhor com esse conceito”.

Comentários

CLASSICRUZEIRO