Sorocaba e Região

Votorantim está na posição de número 204 no ranking Verde Azul

Em 2015, município era o 14º colocado no Estado. Em quatro anos cidade perdeu 190 colocações
Votorantim é o 204º no ranking VerdeAzul
Votorantim teve desempenho ruim em quesitos como uso de solo e arborização urbana. Crédito da foto: Fábio Rogério / Arquivo JCS (6/12/2019)

Votorantim melhorou sete posições no programa estadual Município VerdeAzul, isso se a comparação for de 2019 com 2018. Entretanto, a cidade que ocupa a posição 204 entre 617 cidades paulistas, está longe do resultado obtido em 2015, em sua melhor performance, quando foi a 14ª melhor do Estado.

No período, então, a cidade perdeu 190 colocações. O programa tem o propósito de medir e apoiar a eficiência da gestão ambiental com a descentralização e valorização da agenda ambiental nos municípios.

Conforme os dados, a cidade teve a nota 42.15, em 2019, acima dos 36.70, obtidos em 2018. Sua melhor participação foi registrada em 2015, quando obteve 92.02 pontos. Entretanto, a cidade teve momentos ainda piores que os registrados em 2018. Para se ter ideia, em 2017, com 9.84 pontos, a cidade ocupou apenas a posição número 418 entre todas a cidades participantes do Estado. No ano passado, 617 participaram do programa. São Paulo tem 645 municípios.

Leia mais  Sorocaba cai no ranking VerdeAzul

 

No último levantamento, ou seja, o de 2019, a cidade teve vários pontos críticos. O pior deles está relacionado ao quesito “Uso do Solo”. Nesse caso, a cidade obteve apenas 1.44, dos 10 possíveis. Outro problema está relacionado ao quesito “Arborização Urbana”, cuja nota de 2.2. Com relação à questão “Gestão das Águas” a cidade obteve a nota 2.56. Por fim, entre os piores resultados, a cidade conseguiu a nota 3.15 no item “Município Sustentável”.

A Prefeitura de Votorantim, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, afirmou “que trabalha constantemente na melhoria da gestão nesta área e de seus resultados, lembrando que a colocação não depende exclusivamente do poder público, mas da combinação de fatores que envolvem não apenas a indústria, o comércio, mas a sociedade como um todo na busca do desempenho ambiental.” (Marcel Scinocca)

Comentários