Sorocaba e Região

VLT em Sorocaba tem o interesse de cinco empresas

Elas querem elaborar projetos para implantação do sistema de transporte
VLT em Sorocaba tem o interesse de 5 empresas
Projeto prevê duas fases e o trajeto total entre George Oeterer e Brigadeiro Tobias. Crédito da foto: Reprodução

Cinco empresas paulistanas demonstraram interesse na elaboração de projetos para a implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) em Sorocaba. Segundo a Prefeitura de Sorocaba, as empresas que participaram do chamamento público entre os dias 7 de agosto e 10 de setembro são as seguintes: PowerChina Brasil Construtora Ltda; Benvenuto Engenharia S/S Ltda e Systra Engenharia e Consultoria Ltda; Pavan Engenharia e Participações e Steer Davies & Gleave do Brasil; 23 Sul Arquitetura e Consórcio VLT Quanta.

Conforme anunciado pelo prefeito José Crespo (DEM), a primeira etapa do modal deve começar a operar em agosto de 2020. Após o chamamento público, atualmente, segundo nota enviada pela Secretaria de Comunicação e Eventos (Secom), o Executivo agora trabalha na “obtenção da autorização necessária para realização dos estudos de modelos para implantação, operação e manutenção de sistema de transporte coletivo VLT e reurbanização do entorno da faixa ferroviária”.

Em nota, a Secom informou que as solicitações de autorização estão em fase de análise e tão logo ela esteja concluída será emitido o termo de autorização aos interessados que melhor atenderem aos requisitos apresentados no edital. Cada empresa, conforme a Prefeitura, terá o prazo máximo de até 180 dias corridos, contados da data da publicação dos Autorizados no Diário Oficial para apresentarem suas propostas. Os recursos e viabilidade financeira são parte integrante do projeto a ser apresentado.

De acordo com a Prefeitura, os estudos sobre a implantação do VLT são necessários para a estruturação de projetos e posterior avaliação dos possíveis modelos de contratos de concessão, seja na modalidade de concessão comum ou de Parceria Público-Privada (PPP) patrocinada. A estimativa da atual gestão é que o metrô de superfície transporte de 150 mil a 200 mil passageiros por dia, aproveitando a ferrovia já existente.

De George Oeterer ao Centro

Em sua primeira etapa, segundo o Executivo, o VLT irá operar no trecho entre George Oeterer e o centro de Sorocaba, num total de cerca de 13 quilômetros de extensão. Com a previsão de entrega da primeira etapa para agosto de 2020, a segunda etapa deverá ficar pronta somente na próxima gestão, caso o projeto não seja abandonado pelo futuro prefeito. O compromisso assumido por Crespo na campanha foi implantar o VLT de Brigadeiro Tobias a George Oeterer.

Comentários