Sorocaba e Região

Vigilância Sanitária fecha centro de hemodiálise de São Roque

Foi determinada a interdição cautelar temporária da unidade
Unidade de hemodiálise de São Roque. Crédito da foto: Prefeitura de São Roque/Divulgação.

O centro de hemodiálise de São Roque, na Região Metropolitana de Sorocaba (RMS), foi fechado pela Vigilância Sanitária por suspeita de contaminação, nesta terça-feira (2). Segundo a prefeitura, foi determinada a interdição cautelar temporária da unidade de hemodiálise.

Ainda conforme a prefeitura, os 52 pacientes renais crônicos, moradores de São Roque, que recebem tratamento na unidade serão encaminhados ao centro de atendimento da região, até a desinterdição. O transporte para os pacientes será fornecido pela prefeitura. Os municípios com pacientes atendidos na unidade foram notificados para a adoção de providências.

De acordo com o chefe da Vigilância Sanitária, Francisco Cruz, a situação foi levada aos grupos de Vigilância Sanitária e Epidemiológica para a realização de uma inspeção local, a fim de chegar à identificação.

Leia mais  Acordo impede greve de ônibus em São Roque ao menos até abril

 

A Prefeitura de São Roque também conduzirá uma investigação interna para apurar responsabilidades e providências a serem adotadas. A Vigilância Sanitária só autorizará o retorno dos serviços quando houver segurança que todos os procedimentos foram adotados e descartar qualquer risco aos pacientes. 

A hemodiálise é oferecida pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e administrada pela OSCIP CEMENE, Centro Médico e Nefrológico. Cabe à prefeitura, por meio dos mecanismos de saúde, acompanhar e fiscalizar os serviços.

O jornal Cruzeiro do Sul solicitou uma nota à prefeitura, que informou que não há um prazo para a desinterdição, que depende dos resultados das inspeções e adequações. Informou ainda que o departamento de saúde entrou em contato com todos os 177 pacientes atendidos, porém, dúvidas poderão ser esclarecidas pelo telefone (11) 4784-8590.

A pasta informou que somente as inspeções poderão dizer se há contaminação e se houve morte decorrente da suposta contaminação. (Da Redação)

Leia mais  Sistema de Zona Azul volta a funcionar no centro de São Roque

 

 

Comentários