Buscar no Cruzeiro

Buscar

Vacinação contra a gripe deve ser retomada sexta-feira em Sorocaba

01 de Abril de 2020 às 19:18

Vacinação contra a gripe deve ser retomada sexta-feira em Sorocaba Vacinação no sistema 'drive thru' foi realizada no Estádio Municipal Walter Ribeiro. Crédito da foto: Vinicius Fonseca (31/3/2020)

Sem doses da vacina contra a gripe em estoque, a previsão da Prefeitura de Sorocaba é retomar a campanha de imunização somente nesta sexta-feira (3). Ainda assim, se um novo lote chegar.

Deste modo, nesta quinta-feira (2) não haverá vacinação contra a gripe na cidade no CIC, nem no Lar São Vicente de Paulo e nem nos 33 postos que já foram usados para esse fim. Nesta quarta-feira (1º), a Prefeitura tinha informado que havia previsão de que novas doses chegassem à cidade e que a campanha seria retomada, o que não ocorreu. Agora, o município trabalha com a previsão de receber novas doses da vacina hoje.

[irp posts="234699" ]

 

Do último lote recebido, restaram somente 6,6 mil doses, que foram destinadas aos asilos, casas de repousos e também para o serviço de acamados.

Um total de 5,4 mil doses foram aplicadas no sistema drive thru na terça-feira, dia 31, sendo 3,5 mil no CIC e mais 1,9 mil no Lar São Vicente de Paulo.

Interrupções

A campanha de vacinação contra a gripe em Sorocaba, que começou no último dia 23 de abril, tem ocorrido com várias interrupções e sem regularidade, sobretudo pela falta de doses suficientes para que a imunização ocorra todos os dias.

Segundo a Prefeitura, a cidade recebe as doses do Estado, que também recebe os lotes das do Ministério da Saúde. Porém, como a campanha foi antecipada pelo governo federal, pois deveria começar em abril, os laboratórios que fazem as vacinas ainda não finalizaram a produção da quantidade necessária para todo o País. Por conta dessa situação, os Estados têm recebido as lotes aos poucos e, só então, repassam as doses aos municípios.

Um dos motivos para o Ministério da Saúde ter antecipado a Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe foi o avanço da pandemia do novo coronavírus. A vacina contra a gripe não tem eficácia para a prevenção da Covid-19, mas auxilia no diagnóstico da doença por meio da eliminação de outras. Ou seja, a pessoa vacinada já tem descartada, de imediato, a hipótese de estar com gripe provocada por outro vírus.

Com falta de regularidade na campanha em Sorocaba, cujas doses da vacina se esgotam rapidamente, sobretudo por conta da alta procura, as reclamações têm sido frequentes nos dias de vacinação.

Na terça, por exemplo, primeiro dia do drive thru na cidade, em dois locais (CIC e Lar São Vicente de Paulo), a imunização foi marcada por filas imensas, especialmente no estádio municipal, na parte da manhã. Com pouca organização, as várias filas geraram muita confusão no entorno do CIC e uma demora de até quatro horas para que as pessoas fossem vacinadas.

Como nessa primeira etapa da campanha, a imunização contempla os idosos, além dos profissionais da saúde, as pessoas a partir de 60 ou mais, que são consideradas grupo de risco da Covid-19 e que devem ficar em casa, tiveram que esperar horas dentro dos carros para receber a dose da vacina contra a gripe. A situação gerou muita reclamação, já que em outros dias da campanha também houve falta de vacinas nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e escolas municipais, que este ano também foram usadas como locais de imunização para evitar aglomeração de pessoas.

Questionado sobre a situação, o secretário da Saúde de Sorocaba, Ademir Watanabe, afirma que a procura pela vacina contra a gripe está bastante superior ao ano passado. Ele acredita que o motivo seja a preocupação das pessoas em ficarem gripadas neste momento, por conta da Covid-19.

A Prefeitura de Sorocaba informa, ainda, que a cidade possui 65.906 pessoas com 60 anos ou mais e 17.492 trabalhadores da saúde e que pelo menos 90% desses totais correspondem à meta que o município deve atingir em cada público.

Vacinas para asilos

Os asilos ou casas de repouso, que ainda não receberam as doses para a vacinação de seus internados podem fazer a solicitação, indicando a quantidade necessária, em contato com o e-mail [email protected] Após a confirmação da solicitação, a Sala Central de Vacinas entra em contato com o local solicitante.

Para as famílias que possuem pessoas acamadas em suas residências e necessitam da vacinação para estes pacientes, o pedido deve ser feito pelo e-mail [email protected], com as seguintes informações: nome completo do paciente, data de nascimento, endereço, telefone e motivo pelo qual o paciente encontra-se acamado. Logo em seguida, a equipe do Serviço de Atenção Domiciliar entra em contato com o solicitante para fazer o agendamento da visita da equipe de vacinação. (Ana Cláudia Martins)