Sorocaba e Região

Urbes diz que fará revisão de painéis de ônibus em pontos

Na avenida Eugênio Salerno, no Centro, painel está desligado
Urbes diz que fará revisão de painéis eletrônicos em pontos
Cruzeiro constatou que pelo menos três equipamentos estão inoperantes. Na Eugênio Salerno, painel está desligado. Crédito da Foto: Erick Pinheiro

Os painéis eletrônicos dispostos em pontos de ônibus de Sorocaba para informar o tempo de chegada dos veículos vão passar por revisão e troca de peças no início de abril. A informação é da Urbes – Trânsito e Transportes. A empresa pública, porém, não informou os valores para a manutenção dos equipamentos, bem como os de operação.

A empresa pública limitou-se a enviar, por meio de nota, que “o custo está no pacote do novo sistema de bilhetagem”. No Portal da Transparência, os únicos empenhos com o filtro “bilhetagem” entre 2018 e 2019 são da ordem de R$ 32.265, para a contratação da Valid Soluções SA.; e R$ 94, para aquisição de serviços da Valrem — Venda Assist-Local Reg. Maq. Ltda-ME, ambas em modalidades com dispensa de licitação.

Leia mais  Urbes faz fiscalização surpresa nos ônibus do transporte coletivo

 

Em uma observação rápida pela cidade, o Cruzeiro do Sul notou ao menos três painéis eletrônicos que não estão funcionando, mas continuam instalados: ao lado da Praça 9 de Julho, na avenida Eugênio Salerno, e próximo à Santa Casa, na avenida São Paulo. A Urbes, no entanto, alega que a cidade tem 20 painéis e “todos estão em funcionamento, ocorre que existem seis painéis com problemas na placa de energia” e que “os demais estão marcando apenas o horário atual pois estamos migrando as informações para um novo sistema, que fica hospedado na nuvem”. Segundo a empresa, “isso irá melhorar a comunicação”.

A reportagem questionou a Urbes sobre quando os aparelhos deixaram de funcionar e se o sistema era considerado ineficaz, mas não houve resposta. Em março de 2015, o Cruzeiro do Sul já havia publicado texto em que os usuários relatavam não confiar na tecnologia, devido à disparidade da previsão do painel para o real horário de chegada dos ônibus. À época, a empresa prometera que o sistema seria expandido, com a instalação de mais 20 equipamentos, o que pelo visto não aconteceu. Para os problemas, alegava que a tecnologia “têm apresentado perda de sinal de telefonia, o que gera falta de comunicação”.

Diante da iminência da implantação do Bus Rapid Transit (BRT) na cidade, a Urbes foi questionada se colocaria novos painéis na cidade e, se positivo, quantos seriam. “Com a instalação do BRT os painéis serão instalados e sua manutenção será de responsabilidade do BRT Sorocaba. Serão instalados painéis em todas as vias atendidas pelo BRT (Ipanema, Itavuvu, General Carneiro, Armando Pannunzio, Antônio Carlos Comitre e região central”, informou. (Esdras Felipe Pereira)

Comentários