fbpx
Sorocaba e Região

Três viadutos férreos com rachaduras serão reformados em Sorocaba

O tráfego de veículos na região não será afetado
Trecho da linha férrea foi interditado em Sorocaba. Crédito da foto: Secom Sorocaba (7/2/2019)

Os viadutos que sustentam a linha de trem nas imediações da praça Lions e sobre a rua professor Toledo, a qual dá acesso ao bairro Trujillo, nas proximidades do Shopping Sorocaba, serão reformados, anuncia o prefeito José Crespo. Os trabalhos serão realizados pela concessionária da linha férrea, a empresa Rumo. Na madrugada desta sexta-feira (8), a Prefeitura interditou o acesso de trens ao viaduto na praça Lions, com a colocação de quatro tubos de concreto.

Na quinta-feira (7), em resposta à notificação do prefeito Crespo exigindo providências após constatar que os viadutos apresentavam rachaduras e desgastes, executivos da concessionária reuniram-se com o secretário da Mobilidade e Acessibilidade da Prefeitura e presidente da Urbes – Trânsito e Transportes, Luiz Alberto Fioravante. No encontro realizado na sede da Urbes, os representantes da Rumo descartaram qualquer risco de queda e explicaram que os reparos são para elevar a vida útil das estruturas.

De acordo com o secretário Luiz Alberto Fioravante, o responsável por Infra e Pontes da Operação Sul da Rumo, Wescley Silva Brito e o relações governamentais da Rumo, Bruno Rabello Madalena, disseram que o trecho já estava interditado para os trens de cargas, mas sem bloqueio aparentes. Informaram que as obras no viaduto sobre a rua professor Toledo iniciam em cerca de mais 60 dias, com expectativa de conclusão em 150 dias de trabalhos.

Empresa responsável pelo viaduto diz que o mesmo não apresenta riscos. Crédito da foto: Emídio Marques

Durante o período de obras haverá a necessidade da interdição de uma das três faixas de rolagens utilizadas pelos veículos que seguem no sentido centro-Trujillo. “Fizeram monitoramento da estrutura e descartaram qualquer risco de quedas. Afirmam que a manutenção visa elevar a solidez da estrutura para o período de, no mínimo, mais 50 anos”, explicou o secretário Fioravante.

Os representantes da empresa Rumo informaram ao secretário Fioravante e ao diretor de Trânsito da Urbes, Carlos Eduardo Paschoini, que as intervenções já estavam previstas. Em inspeções realizadas há cerca de quatro meses, notaram que houve o recalque de um pilar e, desde então, mantiveram o monitoramento com equipamentos de topografia. Conforme explicaram os profissionais da Rumo, o risco não surge pelo recalque em si, mas pela velocidade com que qualquer recalque ocorre. Na engenharia, o termo recalque é usado para definir o deslocamento quando a estrutura sofre algum rebaixamento, devido ao adensamento do solo sob a sua fundação.

De acordo com os profissionais da Rumo, com diversas medições realizadas no último trimestre ficou constatado que está tudo estabilizado, sem qualquer risco de queda. E agora serão construídas estacas que, segundo eles, é uma manutenção preventiva para ampliar a vida útil do viaduto. Compararam a necessidade dessas manutenções com aquelas realizadas pelas prefeituras, que fazem o recape da superfície do asfalto para não terem que refazer uma via desde a base sob o asfalto.

Viaduto na praça Lions já está interditado

A interdição da Prefeitura foi feita com a colocação de quatro tubos de concreto sobre as linhas de trem, no acesso à ponte. “Inspecionamos o viaduto, verificando a necessidade de bloquear para o tráfego de composições, por causa de ferragens à mostra”, informa o secretário de Conservação, Serviços e Obras, Fábio Pilão.

Todo o trecho da linha de trem onde se encontra o viaduto na praça Lions também já estava interditado pela própria Rumo para o tráfego de trens de carga, segundo os representantes da concessionária. Declararam que há cerca de oito anos já não mais passam trens de carga por lá. A Rumo anunciou que fará a reforma desse viaduto, com obras previstas para iniciarem dentro de 90 dias e mais 120 dias para a conclusão, sem a necessidade da interdição para o tráfego de veículos sob o viaduto.

Leia mais  Mesmo com agendamento, Detran atrasa até duas horas para emplacar

 

O bloqueio físico da Prefeitura foi realizado pela pela Secretaria de Conservação, Serviços e Obras (Serpo) com o uso de guindaste. Da avenida Dom Aguirre o equipamento içou os tubos para a linha do trem. Para garantir segurança durante esse trabalho a Urbes-Trânsito e Transportes interditou a via para o tráfego de veículos. Na tarde desta sexta-feira (8), profissionais da Serpo vão pintar os tubos para que fiquem visíveis de maior distância.

De acordo com os profissionais da Rumo, o risco de qualquer problema mais sério apenas ocorreria se passassem trens carregados. Afirmam que os trens descarregados não representam riscos, já que sem a carga não provocam tração suficiente sobre a linha para causar qualquer problema. (Secom Sorocaba)

Comentários