Sorocaba e Região

Sorocaba volta a ter pontos com aglomeração de pessoas

A ação de restringir a circulação de pessoas tem por objetivo conter a expansão da pandemia mundial do coronavírus
Sorocaba volta a ter pontos com aglomeração de pessoas
O centro da cidade foi uma das regiões onde muita gente se juntou para esperar a abertura dos bancos. Crédito da foto: Vinícius Fonseca (3/4/2020)

O dia desta sexta-feira (3) foi marcado por uma série aglomerações registradas em vários pontos de Sorocaba, em especial em frente a agências bancárias e lotéricas.

A situação foi flagrada em várias agências, de bancos públicos e privados, instaladas nas ruas Álvaro Soares e Quinze de Novembro, além das avenidas Ipanema, Itavuvu, General Osório, São Paulo e General Carneiro. No período da noite, era possível ver aglomeração de pessoas na região da praça da Bandeira, no Centro, onde houve relatos de que inclusive alguns bares abriram as portas, assim como na rua Gonçalves Magalhães.

Nesta sexta, a Prefeitura de Sorocaba não comentou a situação. Entretanto, na quinta-feira, dia 2, conforme informado pelo jornal Cruzeiro do Sul, a administração municipal afirmou que havia pedido ajuda para Polícia Militar a fim de conter pontos de aglomeração de pessoas na cidade.

Leia mais  Sorocaba registra 8.428 casos confirmados da Covid-19

De acordo com o Paço Municipal, a iniciativa é amparada por decreto do Governo do Estado. A Guarda Civil Municipal (GCM) e a Defesa Civil também iriam intensificar a fiscalização. A ação de restringir a circulação de pessoas, que não está sendo aplicada somente em Sorocaba, mas em várias cidades brasileiras e do mundo, tem como objetivo conter a expansão da pandemia mundial do coronavírus.

Ainda conforme a Prefeitura de Sorocaba, a fiscalização também poderia ser feita pelas câmeras de monitoramento, já existentes em alguns pontos da cidade. “Nos casos de identificação de pontos de aglomeração, os policiais, assim como os GCMs, iriam abordar e orientar as pessoas a evitarem aglomerações e deixarem os locais”, afirmou o órgão municipal. (Marcel Scinocca)

Comentários