Sorocaba e Região

Sorocaba registra redução de roubos, furtos e homicídios

Estatísticas referem-se ao 1º semestre na comparação com o de 2018
Sorocaba tem redução de roubos, furtos e homicídios
Detento em saidinha do Dia das Mães é acusado de matar jovem estudante em Sorocaba. Crédito da foto: Erick Pinheiro / Arquivo JCS (1/7/2019)

A região de Sorocaba terminou os primeiros seis meses de 2019 com redução nos homicídios, latrocínios e em todas as modalidades de roubos e furtos. A redução é em comparação a igual período de 2018. Os dados constam do mais recente levantamento divulgado pela Secretaria de Segurança Pública no dia 25 de julho. No mesmo balanço, os estupros tiveram aumento de 4,8%, passando de 607 para 636 no semestre.

Para efeito desses dados estatísticos, a Secretaria da Segurança Pública de São Paulo leva em consideração uma abrangência geográfica de 78 municípios e que corresponde à antiga 4ª Região Administrativa do Estado. Esses municípios vão desde Sorocaba e Votorantim até cidades como Taquarituba, São Miguel Arcanjo, Itapeva, Itararé, Itaberá, Itapetininga, Angatuba e Barra do Chapéu.

De acordo com a Secretaria, no primeiro semestre os homicídios caíram 12,9%, passando de 93 para 81, se comparado ao mesmo período de 2018. A quantidade foi a menor da série histórica iniciada em 2001.

Leia mais  Cesare Battisti reconhece pela 1ª vez autoria de quatro homicídios

 

As vítimas de homicídios reduziram 17,2%, com 17 vidas poupadas no mesmo período, segundo avaliação da Secretaria. O total passou de 99 para 82. Com as reduções as taxas dos últimos 12 meses (de julho de 2018 a junho de 2019) ficaram em 5,11 casos e 5,24 vítimas a cada grupo de 100 mil habitantes, sendo as menores da série histórica (2001).

Já nos casos e vítimas de latrocínio as quedas são ainda mais expressivas, segundo avaliação da Secretaria, sendo respectivamente de 33,3% e de 40%. Em números absolutos os totais passaram de nove para seis e de 10 para seis, sempre na comparação entre os primeiros semestres de 2018 e 2019.

A região de Sorocaba também não apresentou pelo terceiro ano consecutivo extorsão mediante sequestro para no primeiro semestre.

Outros indicadores

A região de Sorocaba também reduziu todas as modalidades de roubos e furtos de janeiro a junho de 2019. Os roubos em geral e de veículo caíram 23,8 e 17,8%, respectivamente. O primeiro passou de 2.887 para 2.200 (687 a menos), e o segundo de 516 para 424 (92 a menos). O mesmo aconteceu com os roubo a banco que ficou zerado ante uma ocorrência nos primeiros seis meses de 2018. As três quantidades são as menores da série histórica.

A redução também atingiu o indicador de roubos de carga. Com 18 ocorrências a menos, a modalidade criminosa reduziu 27,7%. Foram registrados 47 casos no primeiro semestre deste ano, contra 65 em igual período de 2018.

Leia mais  Suspeitos por roubo de carga são presos na Castelo Branco

 

Os furtos em geral e de veículos também tiveram queda na região. O primeiro caiu 7,6% (de 13.351 para 12.335), e o segundo diminuiu 11,6% (de 1.919 para 1.697). Referente ao furto em geral o indicador também alcançou o menor patamar deste o início da série histórica em 2001.

De acordo com a Secretaria, nos primeiros seis meses do ano, o trabalho das polícias paulistas na região de Sorocaba resultou em 9.512 prisões e no registro de 2.008 flagrantes de tráfico de drogas. Além disso, 547 armas de fogo foram retiradas das ruas.

Só Sorocaba

No recorte que conta somente o município de Sorocaba, os principais tipos de crimes também apresentaram diminuição. O homicídio doloso computou 17 casos no primeiro semestre de 2019, ante 28 no primeiro semestre de 2018 — 11 a menos. Um dos casos de repercussão foi o assassinato da jovem Rafaela de Campos, 19 anos. Ela foi morta no domingo, dia 26 de maio, depois de prestar prova de vestibular em Sorocaba. O corpo foi encontrado no dia seguinte no rio Sorocaba. A Polícia prendeu um detento, acusado pelo crime, que estava em saidinha do Dia das Mães.

Roubo de veículos caiu de 233 registros no primeiro semestre de 2018 para 197 em igual período de 2019. Os furtos de veículos também tiveram diminuição na comparação entre os períodos, de 885 registros para 707.

Leia mais  Acusado de matar a estudante Rafaela de Campos é indiciado por latrocínio

 

O número de estupros se manteve exatamente o mesmo nos dois períodos, com 100 registros em cada um. Quanto ao latrocínio, houve um caso no primeiro semestre de 2018 e no mesmo período em 2019 foram computados dois casos. (Da Redação, com informações de Secom do Governo do Estado)

Comentários

CLASSICRUZEIRO