Sorocaba e Região

Solidariedade e amor fazem parte do Natal todos os anos

Voluntários realizam festas e eventos natalinos para levar alegria a crianças e famílias carentes
Claudete Alves, projeto surgiu após um momento de dificuldade. Crédito da foto: Divulgação

O espírito natalino e o sentimento de gratidão tomam conta da cabeleireira Claudete Alves Machado Paes Fernandes, 55, o ano todo e a realização de festas para crianças em vulnerabilidade social já é um compromisso. Já o administrador de empresas Felipe Cássio Calabro de Almeida, 32, levou a ação da empresa que trabalha, a Symrise, também para os amigos do time de futebol e assim providenciou presentes para mais de 150 crianças. Para Luiz Salmeron, 31, a maneira encontrada de realizar uma ação natalina foi através das redes sociais, onde lançou o Desafio Família Feliz e dessa forma conseguiu arrecadas centenas de cestas básica para família carentes.

Claudete conta que há pouco mais de cinco anos o filho sofreu um acidente muito grave e a família passou por uma situação difícil, necessitando da ajuda até mesmo de desconhecidos. “Todo mundo foi muito generoso com a minha família e de lá para cá eu me comprometi a retribuir tudo de bom que eu recebi”, relembra. Ela organiza festas, doação de presentes, cestas básicas, doces e roupas não só no Natal, mas também na Páscoa e no Dia das Crianças.

Leia mais  Golpe do motoboy: Deic faz operação contra grupo de estelionatários

A festa de Natal deste ano, conta, reuniu 500 crianças em situação de vulnerabilidade. Todas elas foram indicadas pela Pastoral do Menor e Claudete, junto com outros voluntários do projeto batizado de Respirando Amor, proporcionaram um dia muito feliz às crianças. “Primeiro eu comecei fazendo algumas sacolinhas de presente, com doce, roupinha e algum brinquedo. Comecei sozinha, distribuindo em alguns bairros carentes”, conta. Há três anos Claudete conheceu uma amiga e elas uniram forças para transformar o projeto em algo grandioso.

Festa organizada pela cabeleireira reuniu cerca de 500 crianças este ano. Crédito da foto: Divulgação

 

Sete ônibus

Na edição deste ano, para levar as crianças até o bairro Santa Esmeralda, onde aconteceu a celebração de Natal, foi necessária a locação de sete ônibus, que passaram por vários bairros da cidade para transportar os participantes. “Conseguimos entregar presentes e cestas básicas para todas as famílias”, comemora. A festa contou com o Papai Noel arrancando sorrisos dos pequenos, além de lanche, refrigerante, bolo e muita brincadeira.

Ela conta que essa foi a maior festa que já organizou, mas na Páscoa deste ano, por exemplo, também conseguiu doações que resultaram na entrega de centenas de ovos de chocolate para as crianças e não foi diferente no Dia das Crianças. “A gente vai se cercando de gente que quer ajudar e sempre dá certo. Sempre recebemos a graça de conseguir tornar essas datas ainda mais especiais.”

Leia mais  Manchas chamam atenção de visitantes em lago no Campolim
Rede solidária surgiu nas redes sociais e o grupo já impactou milhares de pessoas. Crédito da foto: Divulgação

Se já não bastasse todo o esforço e empenho para tornar essas festas realidade, Claudete também faz parte do projeto Amizadaria Solidária e todas as segundas-feiras ajuda no preparo de 600 marmitas que são distribuídas entre pessoas em situação de rua e clínicas de reabilitação em Sorocaba. “A minha casa também virou um ponto fixo de doação. Recebo roupas, alimentos e brinquedos. Armazeno e distribuo a quem precisa”, destaca a voluntária.

União

As crianças atendidas pela Pastoral do Menor também foram agraciadas com kits de presentes elaborados pelos funcionários da empresa com planta em Sorocaba Symrise e pelos integrantes do time Rappa Futebol Clube, formado por um grupo de amigos. Ao todo, conta Felipe, 154 crianças receberam um brinquedo que pediu por meio de carta, uma roupa e itens de higiene pessoal. “Eu trabalho na empresa há 14 anos e sou o responsável pelas ações sociais da Rappa FC, então unir as ações foi um prazer. Ver o time abraçando essa causa é incrível”, comemorou.

Leia mais  Encontro trata da preservação da Casa de Aluísio de Almeida

Desafio solidário

Doar R$ 42,00 foi a proposta feita por Salmeron em suas redes sociais e vários amigos colaboraram com a divulgação. Ele conta que além da contribuição, o doador que topa participar do desafio também é convidado a marcar mais três amigos em um vídeo self e esses também devem contribuir, gerando consequentemente uma rede consolidada. “Foram dias de campanha, onde amigos, doadores, patrocinadores e empresários aceitaram o desafio de ajudar com R$ 42,00 para alcançar uma família que necessita”, conta o rapaz.

Projeto Rappa FC entrega kits para crianças atendidas pela Pastoral do Menor. Crédito da foto: Divulgação

Além das entregas, o grupo de voluntários, conta Salmeron, organiza também uma festa, com apresentações, interação de todos os presentes e brincadeiras. O grupo finaliza a entrega das cestas neste sábado. “Já impactamos mais de duas mil pessoas com nossas ações”, comemorou. (Larissa Pessoa)

Comentários